Embora envelhecer seja um processo natural do organismo, existem alguns hábitos capazes minimizar esse desgaste, principalmente quando se trata da pele. Pensando nisso, o DermaClub conversou com a dermatologista Nicole Perim, de Belo Horizonte, que indicou algumas medidas simples capazes de desacelerar o envelhecimento precoce. Confira!

Afinal, é possível ter uma pele jovem por mais tempo?

De acordo com a médica, a idade cronológica, aquela que contamos em anos, é bem diferente da idade da pele. “Quando pensamos no processo de envelhecimento, além do tempo de vida, precisamos avaliar a idade biológica, que leva em consideração o desgaste das nossas células”, esclareceu.

A idade biológica está relacionada com a cronológica, mas ela depende muito dos nossos hábitos de vida. “É possível ver gêmeos idênticos com mais ou menos rugas, com o rosto mais ou menos envelhecido, e esses aspectos estão relacionados a como esses indivíduos cuidaram da sua saúde”, afirmou. Portanto, podemos concluir que é possível ter uma pele jovem por mais tempo praticando algumas atitudes simples no seu dia a dia:

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

1) Fuja do estresse oxidativo

Você já ouviu falar sobre o estresse oxidativo? “Ele é causado pela produção em excesso de radicais livres - moléculas instáveis que danificam as células saudáveis do corpo -, que está intimamente relacionado ao envelhecimento precoce da pele”, disse a dermatologista. No entanto, esse processo pode ser prevenido com a prática de atividades físicas, uma boa alimentação e protegendo a pele das agressões externas, como a poluição e a radiação UV. Os antioxidantes à base de vitamina C ajudam a prevenir o envelhecimento precoce da pele ao impedir a ação nociva dos radicais livres provenientes da poluição, radiação UV e infra-vermelha na pele.

2) Adote uma vida mais saudável

Os radicais livres também são fruto de sedentarismo, má alimentação, ingestão excessiva de álcool, tabagismo, entre outros fatores. “Devemos procurar hábitos que diminuam a produção dessas moléculas instáveis, como abandonar o fumo, e ingerir alimentos ricos em antioxidantes, como as vitaminas C e E”, recomendou.

3) Use filtro solar

Segundo a Dra. Nicole, “a radiação solar excessiva diminui a produção de colágeno, levando ao aparecimento de manchas e rugas”. Dessa forma, o uso do protetor é fundamental, a fim de também evitar outros danos do sol, como queimaduras, vermelhidão e câncer da pele. Lembre-se de adquirir um produto com FPS 30, no mínimo, e com proteção contra os raios UVA e UVB.

4) Use dermocosméticos que minimizam o envelhecimento

O cuidado com a pele deve ser diário e específico para as suas necessidades. Por isso, a consulta com o dermatologista é essencial para montar uma rotina de cuidados adequada. Alguns ativos queridinhos desses médicos quando se fala de tratamento anti-idade, são: antioxidantes, como as vitaminas C e E; retinoides; ácido glicólico; e substâncias super-hidratantes, como o ácido hialurônico.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.