Quem tem a pele oleosa sabe que precisa redobrar os cuidados com a pele do rosto para prevenir a oleosidade excessiva, o entupimento dos poros e as lesões de acne, como cravos e espinhas. Para cuidar deste tipo de pele, basta adotar uma rotina de limpeza de pele profunda e regrada, usando produtos específicos para controlar esses incômodos. Acompanhe a matéria do DermaClub e saiba como lidar com essa condição no seu dia a dia.

1. O que é a pele oleosa?

A pele oleosa leva este nome devido à alta produção de sebo pelas glândulas sebáceas. Essa condição se torna mais comum durante a adolescência por conta das alterações hormonais - quando os jovens começam a ter um aumento da testosterona, que estimula a glândula sebácea a produzir mais oleosidade, facilitando a formação e o aparecimento de espinhas.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2. Quais são as características da pele oleosa do rosto?

- Brilho intenso;
- Sensação pegajosa;
- Tendência à acne, espinhas e cravos;
- Poros dilatados e irregulares.

3. O que causa oleosidade na pele?

- Lavar o rosto muitas vezes ao dia;
- Usar um produto contraindicado para a pele oleosa;
- Fazer a limpeza de pele com as mãos sujas;
- Usar água quente para lavar o rosto, causando o efeito rebote;
- Falta de hidratação na pele;
- Poluição;
- Alimentos gordurosos;
- Se expor ao sol excessivamente e sem proteção.

4. Pele oleosa durante a menopausa

Durante a menopausa, muitas mulheres notam que a pele fica mais opaca e ressecada. Por outro lado, também existe a possibilidade das mulheres apresentarem uma pele mais oleosa durante esse período. Isso acontece devido à queda do estrogênio, que proporciona a acentuação de outro hormônio que não cai na mesma velocidade: a testosterona - do qual pode levar ao aumento de pelo, da oleosidade e até mesmo a acne.

5. A pele negra é mais oleosa?


A pele negra possui características únicas, como uma fibra de colágeno mais densa e uma proteção solar natural. Mas, além disso, quem possui este fototipo, também apresenta glândulas sebáceas maiores, que produzem mais sebo e, consequentemente, fazem aumentar a oleosidade. Por isso, a pele negra possui uma grande tendência à oleosidade.

6. Vitamina C para o rosto: quem tem a pele oleosa pode usar?


A vitamina C pode ser usada em qualquer tipo de pele, pois o ativo é hidrossolúvel e não está presente apenas nos dermocosméticos com textura oleosa. O que difere o seu uso é o veículo, o textura, para não aumentar a carga oleosa da pele - quanto mais leve, mais adequado para quem tem mais oleosidade.

7. Ativos que beneficiam a pele oleosa

7.1. Ácido salicílico: agente químico que induz a renovação celular, regula a oleosidade da pele e possui ação anti-inflamatória. Tem a capacidade de permeação nos poros ajudando na remoção da camada queratinizada, sendo indicado para a desobstrução dos poros.

7.2. LHA: é um derivado do ácido salicílico. Possui ação queratolítica, que ajuda a impedir a formação de cravos, sem provocar irritação. É uma substância suave que pode ser usada em qualquer tipo de pele, sendo as oleosas mais beneficiadas.

7.3. Nicotinamida: é uma vitamina essencial do complexo B. Sua substância é capaz de reduzir o ressecamento e melhorar a textura da pele, além de ter ação anti-inflamatória. O ativo ajuda a evitar o surgimento de cravos e espinhas.

7.4. Zinco: o mineral é responsável diminuir a produção de sebo pelas glândulas sebáceas. A substância também ajuda a regular o excesso de brilho e, consequentemente, a formação de cravos e espinhas

8. Produtos para a pele oleosa

- Gel de limpeza;
- Hidratante para pele oleosa;
- Solução micelar;
- Spray com zinco;
- Tratamento antiacne;
- Protetor solar com toque seco.

8.1. Rotina de pele oleosa

De manhã:

1) Lave o rosto com um sabonete ou gel de limpeza próprio para a pele oleosa;

2) Aplique um antioxidante, como a vitamina C;

3) Use um protetor solar facial com amplo espectro, textura oil free e toque seco;

À tarde:

1) Reaplique o filtro solar para manter a eficácia do produto e a pele protegida;

2) Use um spray antioleosidade para controlar o excesso de brilho;

De noite:

1) Retire a maquiagem e outras impurezas acumuladas no rosto com uma solução micelar;

2) Lave o rosto para evitar o excesso de oleosidade durante à noite;

3) Aplique um hidratante facial para a pele oleosa a fim de repor os nutrientes da região e preservar as fibras de colágeno.

9. Mitos e verdades sobre a pele oleosa

9.1. Se a pele do rosto é oleosa, a do corpo também será.

Mito. O rosto é a área que possui maior concentração de glândulas sebáceas, por isso, quem possui a pele do rosto oleosa não necessariamente terá esse aspecto no corpo. Porém, existem muitas regiões corporais que possuem certo excesso de oleosidade, como o colo, as costas e os ombros.

9.2. A pele oleosa não precisa de hidratação.

Mito. A pele oleosa também deve ser hidratada. Até porque, em alguns casos, o excesso de oleosidade pode acontecer por conta da falta de hidratação na pele. Funciona como uma defesa natural: se a região está ressecada ou sensibilizada, um mecanismo natural de compensação pode estimular a produção de sebo para balancear o filme hidrolipídico e auxiliar na formação da barreira de proteção da pele. A isso se chama “efeito rebote”.

9.3. É possível preservar a maquiagem na pele oleosa.

Verdade. Entretanto, para manter a maquiagem na pele oleosa intacta ao longo do dia, é importante praticar alguns cuidados, como: lavar o rosto antes, aplicar um hidratante ou primer com efeito matificante, usar uma bate com toque seco, apostar no pó compacto e finalizar com um spray antioleosidade. Com esses truques, é possível preservar a make por bastante tempo sem derreter.

9.4. Existe um protetor solar específico para a pele oleosa.

Verdade. Escolher um produto específico para este tipo de pele ajuda a controlar a oleosidade, melhorar a aparência dos poros e diminuir a acne. O protetor precisa ter toque seco, que se torna imperceptível e não deixa sensação de pele pesada. Além disso, é importante que a composição do produto tenha silício, ácido salicílico e niacinamida, que ajudam no controle da oleosidade