Viver com o rosto ressecado, aspecto opaco e descamações costumam ser os principais incômodos de pacientes com a pele seca. Esse tipo de pele costuma sofrer muito com a falta de hidratação natural da região. Por isso, muitas vezes manter o rosto saudável acaba sendo um grande desafio para os pacientes com a pele seca. Entretanto, com os cuidados certos, é possível, sim, melhorar o glow natural da pele! O DermaClub conversou com a dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo, que contou os principais - veja só!

O que é a pele seca?

De acordo com a médica, a pele seca ou desidratada é uma pele caracterizada pela falta de hidratação natural cutânea. “Isso pode acontecer por vários motivos, mas, principalmente, por alteração da barreira de proteção, também chamado manto-hidrolipídico. Com a falta de lubrificação dessa camada, a pele não fica intacta, o que acaba aumentando a perda de água transepidérmica através das células”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Veja as principais características desse tipo:

- Uma pele mais opaca;
- Aspecto esbranquiçado;
- Com descamações;
- Muitas vezes causa coceira;
- Pode apresentar fissuras (cortes);
- Deixa rugas e linhas de expressões mais evidentes.

Está na dúvida se a sua pele é seca ou se está apenas desidratada? Confira a diferença aqui!  

Pele seca a ressecada: o que causa o problema?

É muito comum que a pele seca fique mais ressecada em algumas situações ou épocas do ano. A Drª Tatiane explica que isso acontece devido alguns fatores:

Banhos quentes no inverno: durante a estação, é comum a gente aumentar a temperatura do banho. O problema é que essa água quente acaba desidratando ainda mais a pele seca, que acaba ficando mais ressecada com o tempo frio. Para evitar essa situação, prefira tomar banho mornos e usar cremes ou loções hidratantes após o ritual.

Uso de buchas e sabonetes adstringentes: o uso de buchas, mesmo que vegetais, e sabonetes com muito detergente auxilia na remoção da hidratação natural da pele - ou seja, o que deveria proteger, acaba sendo removido mecanicamente.

Alteração do microbioma: hoje em dia sabemos que as defesas e barreiras naturais da pele necessitam de um equilíbrio no microbioma - o conjunto de bactérias, fungos e vírus que vivem na nossa pele“Com a pele desidratada, ressecada e sem a reposição dos ativos necessários, há um aumento de água transepidérmica e consequentemente uma alteração importante da diversidade de alguns tipos de microorganismos benéficos nesse microbioma”, explicou.

Alterações hormonais: algumas alterações hormonais ou até fases da vida, como a menopausa, podem tornar a pele mais ressecada devido à falta de alguns hormônios.

Genética: pacientes com antecedentes pessoais ou familiares de algumas alergias de pele, como dermatite atópica, rinite, sinusite, bronquite têm uma predisposição a mais a apresentar pele ressecada.

Tenha uma pele seca saudável: 7 hábitos para adotar na rotina de cuidados

Sim, é possível ter uma pele seca e saudável! Basta mudar alguns hábitos na sua rotina de cuidados para driblar o ressecamento e a sensibilidade:

- Evitar exposição frequente ao clima muito frio e ao vento;
- Tomar banhos rápidos e mornos, principalmente no inverno;
- Hidratar bem a pele com produtos prebióticos após o banho;
- Evitar o uso de buchas ou esfoliantes, principalmente na pele ressecada;
- Usar sabonetes ou géis de limpeza mais hidratantes e que possuem o ph mais próximo ao da pele;
- Ingerir a quantidade ideal de água durante o dia (dois litros e meio);
- Evitar roupas muito justas e de constante atrito.

Produtos para incluir na rotina de cuidados com a pele seca

Para ter uma pele seca bonita e saudável todos os dias, é importante apostar em alguns produtos com ativos hidratantes e reparadores na sua rotina de cuidados - “Manteiga de karité, ácido hialurônico, pantenol, ceramidas, alguns tipos de vitaminas como a vitamina e a b3 e principalmente a água termal que apresenta minerais na sua composição que também tem características anti-inflamatórias”, indicou.

Outro cuidado muito indicado pelos dermatologistas é o uso de hidratantes com prebióticos. Essas substâncias são alimentos para as bactérias boas da flora bacteriana da pele (também chamado de microbioma), aumentando as defesas naturais e protegendo a região de doenças.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.