Cada tipo de pele possui uma série de características em particular. A pele oleosa, por exemplo, leva este nome por produzir uma grande quantidade de óleo pelas glândulas sebáceas, o que acaba deixando o rosto com um brilho mais intenso. Em contrapartida, a pele seca possui menos hidratação por apresentar uma barreira cutânea mais frágil devido à sua perda hídrica.

Apesar desses fatos, muitas pessoas possuem certas dúvidas sobre o assunto: existe diferença entre a pele seca e a pele desidratada? É possível uma pele oleosa apresentar sinais de desidratação? Para esclarecer essas e outras questões, o DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo. Veja Só!

Existe diferença entre a pele seca e a pele desidratada?

De acordo com a médica, a pele desidratada é uma condição temporária, enquanto a seca é um tipo de pele. “Pacientes com histórico pessoal ou familiar de alergias, como dermatite atópica, asma, bronquite e rinite, tem uma tendência a ter a pele mais seca. Já a pele desidratada é mais comum em pacientes com pele seca e acontece com uma grande frequência no inverno e em situações de tempo seco”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Uma pele oleosa pode ser desidratada?

A hidratação da pele depende de uma série de fatores, como a ingestão de água, a integridade da barreira cutânea, a umidade do ar, entre outros aspectos. Isso significa que, independentemente das características, todos os tipos de pele podem apresentar sinais de desidratação. “Em mulheres adultas com acne, por exemplo, apesar da existência de espinhas e da oleosidade, cada vez mais sabemos da fragilidade da barreira cutânea - que favorece o surgimento de peles sensíveis - e da necessidade do uso regular de hidratantes”, esclareceu a Dra. Lilia.

Sendo assim, para todos os tipos de pele, é importante se hidratar sempre. Basta escolher um produto de textura correta e aplicá-lo conforme foi ensinado pelo seu dermatologista. Assim, a pele fica mais tolerante a qualquer tipo de agressão e aos ácidos e cremes de tratamento.

4 cuidados para manter a pele hidratada

1- Lave o seu rosto todos os dias para que a pele respire e esteja pronta para receber os dermocosméticos necessários.

2- Use o hidratante correto para o seu tipo de pele, com a textura ideal, todos os dias.

3- Ao longo do dia, se necessário, aplique água termal no rosto para manter a região calma e hidratada.

4- Beba, pelo menos, um litro e meio de água por dia.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.