Ao longo da gravidez, toda mulher costuma passar por uma série de mudanças no corpo. Essas transformações acontecem de dentro para fora, proporcionando reações boas e também alguns incômodos, principalmente na pele. Além de casos como o surgimento de manchas escuras como o melasma e a formação de estrias, a gestante tende a ficar com a pele sensível, o que acaba gerando vermelhidão, coceira e descamação e agravando doenças, como a dermatite e a psoríase. Mas afinal de contas, por que isso acontece? O que fazer para acabar com esses sintomas? O Dermaclub entrevistou a dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo, que esclareceu as dúvidas. Entenda!

Por que a pele fica sensível na gravidez?

De acordo com a médica, a gestação é um período marcado por modificações intensas - isso se deve às alterações hormonais, bastante características durante o processo: “Portanto, nesta fase, reparamos no aumento do estrogênio, da progesterona e da prolactina, e esse turbilhão de hormônios acaba proporcionando a intensas alterações das funções orgânicas, como o aumento da sensibilidade da pele”, esclareceu.

Então, as futuras mamães que já possuem condições cutâneas, como a dermatite atópica, psoríase e urticária, por exemplo, podem ter esses problemas agravados. Além dessas circunstâncias, as mudanças hormonais tendem a deixar qualquer tipo de pele mais reativa.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Tratamentos e dermocosméticos: o que a gestante pode e não pode fazer ou usar?

Não pode: uso de produtos químicos com perfumes, parabenos e álcool. “Até por que o contato com essas substâncias pode ser prejudicial para os bebês, e gestantes, pois se tornam mais alérgicas que o normal”, informou a dermatologista. Já em relação aos procedimentos, é importante evitar todos que possuem ácidos abrasivos e que agridem a pele, como os produtos à base de ácido retinóico e seus derivados como o retinol.

Pode: substâncias naturais que possuem maior potencial hidratante, como a manteiga de karité, óleo de amêndoas, água termal, glicerina e o ácido hialurônico.

“Minha pele está sensível demais”: o que fazer neste caso?

A Dra. Carolina recomenda: “Sempre que a gestante tiver qualquer problema com a pele, é importante procurar um dermatologista. Nos casos mais graves, como uma reação de sensibilidade mais intensa, muitas vezes é necessário a utilização de medicamentos orais, como anti-inflamatórios para o controle do quadro. Porém, tudo isso deve ser feito com o consentimento do médico”, finalizou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.