Por um bom tempo, você precisou conviver com uma espinha bem desagradável no rosto. Após alguns dias, a lesão acabou sumindo, mas não demorou muito para a acne aparecer no mesmo lugar e ainda mais incômoda. Afinal de contas, por que isso acontece? Existe um motivo específico para essa inflamação surgir no mesmo local? Para esclarecer as dúvidas, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo. Acompanhe!

Por que uma lesão de acne aparece no mesmo lugar?

De acordo com a médica, “existem áreas na pele que têm uma predisposição maior à acne. Nela, milhares de folículos pilossebáceos microscópicos estão prestes a formar as lesões, que podem ser vizinhas umas das outras, dando essa percepção que a espinha apareceu no mesmo lugar”, esclareceu. Entretanto, se a lesão apenas amenizou, pode voltar a inflamar novamente em casos de oscilações hormonais durante o ciclo menstrual, por exemplo, ou se a espinha for manipulada. Além disso, as lesões mais profundas possuem um grau maior de inflamação e podem ter uma melhora parcial, piorando logo em seguida.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Qual é a melhor forma de tratar as espinhas sem correr o risco da lesão retornar?

Se você não quer ganhar uma nova espinha no mesmo lugar, a Dra. Flávia indica alguns cuidados bem simples: “Em primeiro lugar, não manipule a lesão (não “cutuque” ou tente espremer). Além disso, é essencial tratar o problema com medicação adequada - indicada pelo seu dermatologista”, explicou. Não arrisque comprar produtos desconhecidos ou recomendados por alguma amiga. Lembre-se de que sua pele possui características únicas, o que significa que o seu tratamento será diferente.

A importância de usar produtos antiacne e antimanchas no tratamento das lesões de espinhas

Segundo a dermatologista, “seja para qualquer tipo ou grau de acne, o uso de dermocosméticos específicos são sempre as melhores opções, pois limpam adequadamente sem agredir a pele e auxiliam no efeito das medicações”. Ativos derivados de beta-hidroxiácidos, como o ácido salicílico e o LHA, junto com a niacinamida, que podem ter um efeito anti-inflamatório, são algumas indicações para evitar acne e manchas de espinhas na pele.

Para saber qual é o melhor produto em meio a tantas opções, o ideal é sempre consultar um dermatologista.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.