A vitamina C é considerada vital para a saúde da pele e pode ser inserida no seu dia a dia tanto pela alimentação, como através de dermocosméticos. Essa substância pode melhorar diversos aspectos do maior órgão do corpo, como a síntese de colágeno, proporcionando a firmeza e melhor funcionamento do tecido cutâneo, além de proteção contra a oxidação das células e substâncias pelos radicais livres, que resulta no envelhecimento precoce. Pensando nisso, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo, a fim de entender como os produtos com esse ativo cooperam para uma pele mais saudável. Descubra!

Conheça a importância de produtos que contêm vitamina C para a pele

A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, é um dos ingredientes mais estudados e com maiores evidências de benefícios para a pele. De acordo com a Dra. Flávia, além dessa substância ser antioxidante - ou seja, protege contra a ação dos radicais livres, que colaboram para o envelhecimento precoce -, também participa da síntese do colágeno e atua no clareamento da pele.

Descubra a diferença entre os produtos com vitamina C recomendados para uso diurno e para uso noturno

Segundo a dermatologista, é seguro usar produtos com vitamina C tanto durante o dia quanto à noite. “A diferença está na fórmula do dermocosmético, porque devido à instabilidade do ativo, o sol pode ter papel decisivo em sua degradação. Por isso, nem todas as formulações noturnas são apropriadas para uso diurno. O ideal é checar a indicação do produto na embalagem e com o dermatologista”, afirmou.

Qual é a ligação entre alimentos cítricos e a vitamina C presente nesses produtos?

A vitamina C é sempre associada a frutas cítricas, que causam manchas na pele se expostas ao sol. No entanto, a médica afirma que não existe nenhuma relação entre esses alimentos e o ativo que vem nos produtos, porque a vitamina C pura não causa manchas. Já algumas frutas cítricas, como o limão e a laranja, contêm outros compostos químicos que apresentam esse efeito quando em contato com a pele exposta ao sol. “Os sumos dessas frutas são, sim, fotossensibilizantes e levam a queimaduras e manchas”, explicou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.