Os poros dilatados na pele não apresentam riscos à saúde, mas podem incomodar devido ao visual e ao aumento da oleosidade do rosto. Para entender melhor por que os poros dilatam, como evitar e tratar o problema, o DermaClub conversou com a dermatologista Valéria Marcondes, de São Paulo. Confira a entrevista!

Saiba o que ocasiona a dilatação dos poros e seus principais efeitos na pele

De acordo com a médica, os poros se dilatam devido ao aumento da produção de sebo pelas glândulas sebáceas. “O acúmulo de resíduos na superfície da pele - como poluição e maquiagem - também leva à dilatação”, explicou. Assim, os efeitos dos poros dilatados na pele são a aparência mais oleosa e menos uniforme do rosto.

Apenas as peles oleosas possuem os poros dilatados?

Poros dilatados são pequenas aberturas na pele, que podem atingir homens e mulheres. No entanto, normalmente, são mais comuns em pessoas com a pele oleosa e nas áreas que produzem mais sebo e pelos mais finos, como a zona T - testa, nariz e queixo.

Descubra quais são os principais cuidados para prevenir os poros dilatados

A médica recomenda a limpeza da pele com produtos seborreguladores, a aplicação de hidratante oil-free e o uso diário do protetor solar específico. “É importante lembrar que não se deve lavar o rosto em excesso para não ocasionar o efeito rebote, no qual o corpo interpreta que a pele está sem hidratação suficiente e acaba produzindo mais oleosidade para reequilibrar, piorando o aspecto dos poros dilatados”, disse.

Veja quais são os tratamentos indicados para amenizar os poros dilatados

Para quem já possui os poros dilatados, a recomendação da médica é a visita regular ao dermatologista, que vai poder indicar os melhores tratamentos para cada caso, como o uso de ácidos, como alfa-hidroxiácidos, ácido glicólico e derivados do ácido retinóico, assim como vitamina A (retinol) e retinaldeído.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.