Hidratar a pele oleosa é muito mais do que um cuidado - é um compromisso! Quem convive com a oleosidade costuma enfrentar muita dificuldade na hora de escolher um bom hidratante. Existem várias características que o produto precisa conter: uma textura confortável, que se adapte bem a esse tipo de pele; ativos que ajudem a controlar a produção de sebo e, ao mesmo tempo, manter a região bem hidratada sem pesar. Para não errar na escolha, o DermaClub explicou como escolher o melhor hidratante para a pele oleosa. Veja só!

Preciso hidratar a pele oleosa? Entenda a importância desse cuidado

Um dos maiores mitos sobre a pele oleosa, é dizer que ela não precisa ou não pode ser hidratada. Muita gente tem esse pensamento por achar que o uso de hidratante vai estimular a formação de espinhas e cravos na região, mas, na verdade, é completamente o oposto disso! É importante entender que a oleosidade é diferente da hidratação: enquanto o primeiro se refere ao excesso de sebo, o segundo se trata da quantidade de água na pele - ou seja, se a sua pele é oleosa, isso não tem nada a ver com o uso de um hidratante. Muitas vezes, o excesso de óleo significa a falta desse cuidado! Por isso, comece a prestar bastante atenção aos sinais que a sua pele apresenta!

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

O que é o efeito rebote? Saiba como evitar esse problema

O efeito rebote está associado ao aumento da produção da oleosidade na pele, que ocorre justamente quando a removemos por completo. Ele acontece quando utilizamos produtos muito adstringentes ou, por exemplo, um tratamento antiacne mais agressivo. Com isso, por vezes a hidratação natural da pele também fica comprometida e, dessa forma, em uma tentativa de proteção, o organismo responde produzindo ainda mais sebo. Por isso, logo depois de lavar, é necessário hidratar o rosto com um produto adequado para que a região não sofra com os incômodos da oleosidade.

Como escolher o melhor hidratante para evitar o efeito rebote da oleosidade

Para escolher um hidratante ideal para a pele oleosa, é fundamental focar em três características do produto: textura, ação e ativos.

Textura: escolha um produto que tenha uma textura leve e não gordurosa. Atualmente, existem muitos produtos que ajudam a controlar a oleosidade, possuem efeito matificante e disfarçam bem a aparência dos poros dilatados. Foque nos veículos sérum, aqua gel, gel ou loção oil-free.

Ação: para manter a pele bem hidratada e, ao mesmo tempo, evitar o excesso de sebo, você deve investir em um hidratante com ação antioleosidade. Também é importante que o produto tenha alta absorção de sebo e ajude a controlar a produção de oleosidade na pele.

Ativos: existem muitos ativos que ajudam no tratamento da pele oleosa e podem fazer parte da formulação do seu hidratante, como o ácido salicílico, ácido ferúlico, argila branca, LHA… Entre outros!

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!