Com o passar do tempo, é possível perceber que nosso rosto envelhece. A pele se torna mais flácida, as rugas ficam evidentes, podendo surgir algumas manchas na região devido a radiação solar. O mesmo processo também acontece com as nossas mãos, que ficam com aspecto emagrecido, com veias aparentes e cheias de marcas escuras - chamadas de ceratoses seborreicas. Mas é possível reverter o quadro e ter essa parte do corpo jovem novamente fazendo o preenchimento das mãos. Você sabe o que é? Qual é a melhor hora para fazer? A dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo, esclareceu ao DermaClub.

Por que as mãos ficam magras e envelhecidas?

A médica explica que, assim como o rosto, as mãos também são áreas que sofrem fotoenvelhecimento, danos, rugas, perda do tônus, flacidez e alteração da textura da pele local. “Isso acontece porque as mãos também são áreas que estão frequentemente expostas à ação da poluição, da radiação solar - que mancha e proporciona a perda de colágeno - e entra em contato com muitos ativos químicos, detergentes e sabonetes que ressecam a região”, explicou. Além disso, muitas vezes esquecemos de as hidratar e proteger com o uso do filtro solar, o que acaba acelerando mais ainda o processo de envelhecimento.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Preenchimento das mãos: quando devemos fazer?

Existem muitos tratamentos que podem ser utilizados na região do dorso das mãos, um deles e muito eficaz, é o preenchimento. Ele pode ser indicado em vários casos: “Em situações em que há perda do volume - quando aqueles vasos de alto calibre presentes no dorso das mãos começam a ser facilmente visualizados -, demonstrando uma mão mais emagrecida e até murcha; e quando há perda do tônus da pele”, esclareceu.

A Dra. Tatiane indica uma técnica capaz de identificar a necessidade desse procedimento: “Um teste fácil de ser feito é quando simulamos um beliscão na pele do dorso das mãos e essa pele demora a retornar ao estado inicial, demonstrando flacidez excessiva e perda da tonicidade saudável cutânea”, recomendou.

Quais cuidados devemos ter após o preenchimento?

O procedimento realizado por um dermatologista especializado é um tratamento eficaz e seguro. E para garantir um resultado ainda melhor, é necessário seguir alguns cuidados do médico: “O paciente deve manter um certo repouso das mãos, fazer massagem da região de acordo com a substância que foi aplicada, evitar traumas e calor excessiva perto da área tratada e manter a região hidratada e protegida com filtro solar”, recomendou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.