Você já usou protetor solar com cor? O produto, além de proteger a pele contra os danos da radiação solar, desde rugas até o melanoma, também ajuda a camuflar certas imperfeições, como manchas, olheiras e cicatrizes de acne. Mesmo sendo um item bem popular na rotina de cuidados de muitas pessoas, existem algumas dúvidas por trás do protetor com cor: ele protege mais do que o protetor comum? Pode substituir a base na maquiagem? Como aplicar na pele? O DermaClub esclarece essas questões para você.

1. Qual a diferença entre protetor solar com cor, filtro químico e físico?

1.1 Filtro químico: este é o tipo mais comum de protetor solar, que possui moléculas que absorvem a radiação ultravioleta, transformando a mesma em radiação de baixa energia, que não prejudica a pele. Ao ser aplicado, ele cria uma barreira que impede a penetração dos raios UV na pele.

1.2 Filtro físico: muitas vezes confundido com as barreiras físicas, que são acessórios como roupa, chapéus e óculos, o protetor solar físico atua de forma diferente do químico, agindo como um verdadeiro bloqueador das radiações. Geralmente, ele é composto por partículas inorgânicas que atuam refletindo os raios solares. Esse filtro pode conter pigmentos que vão promover cor ao protetor solar e aumentar a proteção física.

1.3. Protetor solar com cor: é um filtro que pode ser físico ou químico e possui pigmentos de cor na sua composição.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2. O protetor solar com cor protege mais?

Não exatamente mais, mas adicionalmente. Além de proteger a pele dos raios ultravioletas, o protetor solar com cor também atua na proteção contra a luz visível, formando uma barreira física, que por conta dos seus pigmentos, ajuda a garantir essa proteção extra. Dessa forma, o produto protege a pele de manchas solares, piora das manchas de melasma, rugas, flacidez e melanoma.

3. Conheça os benefícios do uso diário do produto

De acordo com a Drª, Luciana Kalache, de Curitiba, o protetor solar com cor é capaz de:

- Proteger a pele contra a radiação solar e luz visível;
- Prevenir a formação de manchas na pele, tanto solares como de melasma;
- Camuflar as imperfeições na pele: manchas, olheiras, cicatrizes e marcas de acne;
- Prevenir a piora das manchas, olheiras e marcas de acne;
- Proteger a região contra o melanoma, tipo mais grave de câncer de pele;
- Clarear naturalmente as manchas na pele;
Evitar a formação de sinais precoces do envelhecimento, como rugas e flacidez;

4. Ele pode substituir a base da maquiagem?

Pode sim! Mas vai depender do nível da cobertura que o produto proporciona à sua pele. Existem muitos protetores solares com cor que possuem alta cobertura e uniformizam a pele ainda na primeira camada, disfarçando manchas, marcas de acne e até mesmo aquelas olheiras mais marcadas.

5. Como escolher o produto ideal para o seu tom de pele?

Dica 1) Aplique um pouco do protetor na região do maxilar e observe se produto se funde com a sua pele.

Dica 2) Saia da loja e analise a cor com um espelhinho à luz natural, que costuma ser mais fiel que as lâmpadas artificiais.

6. Quais doenças de pele o protetor solar com cor previne?

- Melanoma;
- Piora das manchas de melasma;
- Manchas solares;
- Queimaduras solares;
- Acne solar.

7. Passo a passo: como aplicar o protetor solar no rosto

1. Lave o rosto com um produto específico para o seu tipo de pele;

2. Aplique o hidratante ou produto de tratamento e espere absorver por uns minutos;

3. Aplique uma quantidade generosa do protetor solar com cor no rosto com os dedos, começando pelo centro;

4. Com um pincel de base, esponja umedecida ou com os próprios dedos, espalhe bem o produto, indo até ao pescoço e linha do cabelo;

5. Se necessário, aplique mais uma camada nas olheiras ou manchas para escondê-las.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.