Quem gosta de cuidar da pele sabe que é essencial usar protetor solar todos os dias nas áreas expostas da pele, com um FPS de fator 30, no mínimo, independentemente de qual seja o seu fototipo. Mas e os filtros com fator de proteção 60, 70, 80…? Será que realmente fazem diferença na proteção da pele? Quais os benefícios e quando devemos usá-los? Confira a matéria do DermaClub e descubra!

O que significa FPS no protetor solar?

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar, que, geralmente, vem associada de um número. Esse fator demonstra a capacidade de manter a pele protegida da radiação UVB. Essa radiação causa a queimadura solar e portanto sua ação é percebida na vermelhidão e ardência da pele após a exposição. O FPS, de forma simplificada, é calculado comparando o tempo que a pele com protetor solar leva para ficar avermelhada versus o tempo que a pele sem protetor solar leva para ficar avermelhada. Por exemplo, com um fator de proteção igual a 30, a pessoa fica trinta vezes mais protegida do que se estivesse sem o produto, com FPS 60, sessenta vezes mais, e por aí em diante.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Usar protetor solar com FPS muito alto faz diferença na proteção da pele?

De acordo com a dermatologista Vanessa Metz, quanto mais tempo uma pessoa for ficar exposta ou quanto mais forte for a intensidade do sol, maior deve ser o valor do FPS no filtro solar. O uso de um FPS muito alto mantém a boa proteção da pele do paciente mesmo que ele aplique uma quantidade inferior a necessária. O produto com fator alto deve ser usado para prevenir queimaduras, o envelhecimento precoce da pele, especialmente se a pessoa estiver na praia, piscina ou fizer exercícios físicos ao ar livre regularmente.

Além disso, ela também alerta que, à medida que as estações vão ficando mais quentes, é importante sempre aumentar o FPS do nosso protetor.

Em que ocasiões devemos usar o protetor solar com FPS muito alto?

O uso de um FPS muito alto mantém a boa proteção da pele do paciente mesmo que ele aplique uma quantidade inferior à necessária. Além disso, quanto mais tempo uma pessoa for ficar exposta ou quanto mais forte for a intensidade do sol, maior deve ser o valor do FPS no filtro solar.

- Quando a exposição é intensa, como na praia, piscina, passeios ou exercícios ao ar livre;
- Depois da depilação (a cera, laser, com linha…);
- Depois de qualquer procedimento estético, como peelings;
- Em cicatrizes;
- Após fazer uma tatuagem e durante o período de cicatrização.

Dermatologista:

Drª Vanessa Metz // CRM: 52794953

Dra. Vanessa Metz é especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada em medicina pela Faculdade Souza Marques e pós-graduada em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi vice-presidente da Associação dos Dermatologistas da UERJ (ADUERJ) no ano de 2009 e professora substituta do serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto no ano de 2010. É sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Está em constante atualização participando de cursos e congressos no Brasil e exterior para trazer aos seus pacientes o que há de mais moderno.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.