Pessoas de pele oleosa, muitas vezes, têm dificuldades na hora de encontrar dermocosméticos que se adaptem às suas características. Apesar disso, a proteção e os cuidados não podem ser deixados de lado. Pensando nisso, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, da cidade de São Paulo, que contou quais as maiores dificuldades desses pacientes, e concedeu dicas de como escolher o filtro solar e os melhores veículos do produto para esse tipo de pele. Confira!

Entenda quais são as dificuldades que pessoas com a pele oleosa possuem ao procurar filtros solares

Segundo a médica, as pessoas que possuem pele oleosa buscam produtos que não a deixem com aspecto brilhoso, não estimulem a produção de sebo, não proporcionem uma textura “engordurada” e que não cause espinhas. “O mercado de dermocosméticos vem evoluindo e hoje existem várias opções que atendem às necessidades desse e de outros tipos de pele”, afirmou.

Descubra o que levar em consideração na hora de escolher o protetor solar

De acordo com a médica, existem no mercado filtros com ativos capazes de controlar a presença de oleosidade na superfície da pele. “Procure nas embalagens dizeres como: toque seco, livre de óleos, efeito mate, não comedogênico ou não acnegênico. Esses termos caracterizam o produto como direcionado para pele oleosa e acneica”, esclareceu.

Dermatologista indica os melhores veículos do produto

Para a dermatologista, hoje os pacientes contam com maior variedade nos tipos de produto. “Antigamente, eram apenas os géis, hoje existem loções que possuem diferentes desenvolvimentos e tecnologias para esse tipo de pele. Isso inclui os protetores solares com cor”, pontuou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.