Usar o protetor solar diariamente é um hábito muito importante que devemos adotar na rotina de cuidados com a pele. Porém, para facilitar a correria do dia a dia, ou mesmo para diminuir o peso da bolsa de praia, as pessoas acabam usando um único protetor para o corpo e rosto. Mas os princípios ativos são os mesmos? O que é mais indicado para cada região? O Dermaclub responde essa pergunta para você. Acompanhe!

O protetor solar do corpo pode ser usado no rosto?

Segundo a dermatologista Vanessa Metz, da cidade do Rio de Janeiro, não existe problema algum em usar o filtro solar do corpo no rosto desde que sua pele seja normal. “Se ela for oleosa pode estimular o quadro de acne, ou ainda, se for sensível pode ter reação”, explicou, lembrando que se o produto usado no corpo for em spray é preciso borrifá-lo na mão para espalhar pelo rosto e não correr risco de contato com as mucosas da face.

Entenda as principais características do protetor solar para o corpo

O filtro solar usado no corpo tende a ser mais oleoso e, muitas vezes, além de deixar a pele mais brilhosa, quando aplicado, proporciona sensação pesada. Além disso, os produtos desenvolvidos para o corpo tendem a ser mais resistentes à água e têm maior tempo de duração na pele, já que em praias e piscinas além do corpo se manter mais tempo na água a exposição solar é mais intensa e constante.

Descubra as mil e uma utilidades dos protetores solares para o rosto

Os filtros solares desenvolvidos para a região do rosto possuem outras funções além de proteção. Eles podem ter ativos que retardam o efeito do envelhecimento da pele, controlam a oleosidade, minimizam o efeito visual de manchas, além de hidratarem a pele. Alguns dermocosméticos ainda possuem cor, o que auxilia na make e ainda reforça a proteção contra luz visível e infravermelha.

Saiba por que é importante apostar no produto específico para a área

A pele do rosto pode ter características diferentes do restante do corpo. Por ser mais oleoso, o protetor solar desenvolvido para o corpo pode aumentar a produção de sebo e, consequentemente, da acne em faces oleosas. Além disso, para melhor a fixação da maquiagem, a superfície deve estar sequinha, o que aumenta a duração do make.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.