A psoríase é uma doença de pele que, embora apareça mais frequentemente nos braços, couro cabeludo e em grandes extensões do corpo, também pode afetar os pés. Por ser um problema crônico e, na maioria das vezes, genético, ela não apresenta cura. Porém existem alguns cuidados diários que devem ser praticados ao longo da vida para prevenir as lesões e outros sintomas incômodos. Quer saber quais são os principais sinais da psoríase no pé? O DermaClub conta para você e ainda explica como controlar a doença. Veja só!

O que é a psoríase no pé?

A psoríase no pé, assim como em outras partes do corpo, é classificada como uma doença crônica inflamatória, não infecciosa, sem causa específica esclarecida. Entretanto, muitos estudos dizem que ela está relacionada ao sistema imunológico e à predisposição genética. Existem também vários tipos da complicação, mas aquelas que atingem a região dos pés são: psoríase artropática; psoríase postulosa; e psoríase palmo-plantar.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Quais são os sintomas da psoríase no pé?

Para cada tipo de psoríase que atinge os pés, existem sintomas diferentes e, na maioria dos casos, a doença pode afetar mais regiões do corpo, como as mãos e os joelhos. Para saber se você está com este problema de pele, fique de olho nos sinais:

Psoríase artropática: surge sem mais nem menos, acompanhada de dor nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou nas grandes articulações como a do joelho.

Psoríase postulosa: lesões com pus nos pés e nas mãos ou espalhadas pelo corpo.

Psoríase palmo-plantar: as lesões aparecem em forma de fissuras nas palmas das mãos e solas dos pés.

Como tratar a psoríase no pé?

Por ser uma região já predisposta ao ressecamento, devido à falta de hidratação natural da pele, os pés com psoríase precisam de muita hidratação e outros cuidados para o controle e tratamento das lesões.

- Hidratar a pele todos os dias, principalmente no clima mais frio;
- Não tomar banhos longos e quentes, pois pode agravar as lesões;
- Evitar o uso de dermocosméticos com parabenos e substâncias irritantes;
- Invista em ativos calmantes, como a água termal, para amenizar a coceira e o surgimento de manchas vermelhas;
- O sol é um grande aliado: 15 minutos de exposição diária é suficiente para usufruir dos benefícios da vitamina D e controlar as lesões da psoríase.

Não deixe de consultar sempre seu dermatologista para manter sua pele saudável!