A queda capilar é um dos maiores incômodos quando se pensa em problemas dermatológicos. É natural cair cerca de 100 fios, diariamente, mas, se passar disso, é preciso procurar ajuda médica. Os fatores responsáveis por esta situação são muitos, incluindo estresse, má alimentação, mudanças hormonais e também herança genética. No entanto, seguindo algumas dicas é possível minimizar a perda dos fios. Saiba como e conquiste fios impecáveis e couro cabeludo saudável!

Descubra mais fatores que levam à queda capilar

Além dos motivos já citados, diversas outras causas podem estar ligadas à queda das madeixas em homens e mulheres. Conheça:

- Uso de medicamentos, como os corticosteroides orais, a isotretinoína oral, remédios para emagrecer e os quimioterápicos;
- Ação de hormônios, como ocorre após o parto, na menopausa e na alopecia androgenética (calvície) masculina e feminina;
- Doenças do couro cabeludo, como a alopecia areata e a dermatite seborreica;
- Uso de químicas para alisamento ou para coloração dos fios.

Como é possível prevenir a queda capilar

Para manter a saúde e o equilíbrio da região, é importante evitar o uso de químicas e substâncias que podem desencadear a queda, como as escovas progressivas, por exemplo. Opte por produtos que sejam de alta tolerância e faça consultas periódicas com seu dermatologista, para que ele realize um check-up geral, incluindo análise de seus fios e couro cabeludo. A avaliação médica é fundamental para classificar o tipo de queda e iniciar o tratamento adequado.

Como tratar a queda capilar já existente

Para o tratamento, primeiramente deve ser identificado o fator desencadeante, para, em seguida, buscar os melhores procedimentos, medicamentos e dermocosméticos. O dermatologista pode indicar o uso de shampoos e loções no couro cabeludo que diminuam a queda e estimulem o crescimento dos fios, entre outros procedimentos, como lasers e remédios tópicos.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.