O queloide é uma cicatriz de alto relevo de cor vermelha ou castanha que costuma aparecer na pele após um trauma profundo - desde os mais simples, como uma vacina, até os mais complexos, como um corte de cirurgia. Embora essa marca seja mais comum em pacientes predispostos ao problema, ela pode aparecer em qualquer pessoa que não segue os devidos cuidados para garantir uma boa cicatrização.

Quem tem queloide também acaba tendo receio de passar por certos procedimentos, como colocar piercings, brincos e até fazer uma tatuagem. Será que essas pequenas incisões podem levar a essa marca na pele? O DermaClub esclarece o assunto!

Quem tem queloide pode fazer tatuagem?

De acordo com a dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo, quem possui um histórico familiar ou pessoal de queloide, pode correr o risco de desenvolver a cicatriz após fazer a tatuagem. Por isso, o mais indicado é que a pessoa não tatue, para evitar as lesões.

Além do queloide que ocorre devido a uma alteração no processo de cicatrização, existe também a do tipo alergênica, causada por uma reação alérgica da tinta da tatuagem. Para saber se você tem esse quadro, converse com seu tatuador e faça o teste do toque - uma pequena aplicação da tinta na pele - e fique atenta se haverá alguma reação, como inchaço, coceira e vermelhidão. Se ocorrer esses sintomas, o recomendado é não fazer a tattoo.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Cuidados para evitar o queloide e ter uma boa cicatrização

Embora o queloide seja inevitável em casos genéticos, nos demais seus riscos podem ser reduzidos com alguns cuidados antes e depois de fazer a tatuagem:

- Evite a exposição prolongada ao sol;
- Evite fumar durante o período de cicatrização;
- Busque ingerir alimentos ricos em vitamina E, como tomates, pimentões e cereais que ajudam a cicatrizar;
- Hidrate bastante a região;
- Não coce e nem retire as casquinhas durante a cicatrização.

Antes de fazer a tatuagem, consulte o seu dermatologista e veja se sua pele está apta para o procedimento.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.