Você já ouviu falar em queratose pilar? Mais popularmente conhecida como “pele de galinha”, a doença é responsável pelo aparecimento de bolinhas - muitas vezes confundidas com lesões de acne ou foliculite - na região posterior do braço, podendo surgir em outras partes pilosas do corpo. Mas como podemos tratar esse problema? Existe cura para a queratose pilar? Como podemos prevenir? Para esclarecer essas e outras questões, o DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo. Veja só!

Descubra o que é queratose pilar e porque ela surge na pele?

De acordo com a médica, a queratose pilar é caracterizada pelo ressecamento e aspereza da pele. “Além disso, a doença é responsável pela hiperqueratose em torno dos folículos pilosos, o que acaba gerando as pequenas bolinhas nos orifícios dos pelos, dando um aspecto rugoso - como se fosse pele de galinha”, explicou. Essas lesões, muitas vezes, são confundidas com espinhas ou foliculite, e podem se manifestar nos braços, costas, coxas e glúteos, entre outras regiões pilosas.

Ela é uma doença genética, mas pode acontecer em todos os tipos de pele com tendência ao ressecamento. “Quem costuma ter manifestações atópicas, como dermatite, rinite, asma e bronquite, é muito predisposto a desenvolver o problema”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Podemos prevenir a queratose pilar? Em qual fase da vida ela se torna mais comum?

Segundo a Dra. Lilia, infelizmente, não podemos prevenir as lesões da queratose pilar. Entretanto, é importante tomar alguns cuidados para não acentuar as bolinhas - neste caso, é importante consultar seu dermatologista para saber quais hábitos evitar e que produtos usar. Além disso, as lesões costumam ocorrer em fases específicas da vida: “Como na infância e adolescência, que tendem a melhorar com a idade, mas, muitas vezes, podem persistir na fase adulta”, atentou.

Como tratar a queratose pilar e diminuir a aparência de pele de galinha

Embora não tenha cura, podemos diminuir o quadro de queratose com alguns cuidados diários, como: “Hidratar a região de acordo com as indicações do seu dermatologista com produtos à base de uréia e evitar roupas justas que causam um grande atrito na pele”. Em casos mais extensos ou de maior comprometimento estético, a doença deve ser tratada com peelings químicos e medicamentos orais.

Caso você perceba os sinais da queratose pilar, não hesite em procurar seu dermatologista.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.