Quem já conhece os benefícios do retinol para a pele do rosto sabe o quanto esse ativo pode ser milagroso no combate a manchas, rugas e até acne. No entanto, ainda existe um grande estigma ao redor dele - muita gente ainda tem medo de apostar no ingrediente por acreditar que ele deixa a pele extremamente ardida, causa descamação excessiva e não deve ser usado na pele sensível ou sensibilizada. Mas será que isso realmente é verdade? A dermatologista Flávia Ravelli, de São Paulo, esclareceu essa dúvida ao DermaClub. Confira!

O que é o retinol? Conheça os benefícios desse ativo para a pele

O retinol é um derivado do ácido retinóico, que age de forma menos agressiva na pele. Isso significa que o ativo tem menos chances de causar coceira ou irritação na pele saudável. De acordo com a médica, esse ativo proporciona uma série de benefícios para a região: “Possui uma ação renovadora e antirrugas, diminui as linhas finas, clareia manchas, controla a oleosidade, ameniza a aparência dos poros, etc”, contou.

Quem tem a pele sensível pode usar retinol?

Ao contrário do que muita gente pensa, quem está com a pele sensível pode, sim, usar o retinol na sua rotina de cuidados com a devida orientação do seu dermatologista. Entretanto, se a sua pele estiver hipersensível, possivelmente o ativo vai causar alguma reação, como coceira, ardência e vermelhidão. Hoje em dia, existem várias opções no mercado que minimizam o efeito sensibilizante sem diminuir a sua eficácia. Por isso, antes de incluir um produto com essa substância no seu dia a dia, é importante checar com o especialista se sua pele está apta para o seu uso.

Cuidados com o uso do retinol na pele sensível: como usar o produto corretamente?

Para não correr o risco de haver alguma reação, a Drª Flávia indica alguns cuidados a ter com a pele que está sensível durante o tratamento com o retinol:

- Uma boa estratégia é aplicar um hidratante antes do retinol na sua rotina de beleza;
- Outra dica é começar usando o ativo duas vezes na semana até que a pele se adapte.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.