A proteção solar é uma das principais preocupações de homens e mulheres que chegam aos consultórios dermatológicos a fim de cuidar da pele. Segundo estudos, 82% dos brasileiros têm mais medo do sol do que tinham há 10 anos. Mas você sabe como proteger a sua pele corretamente? Um dos primeiros passos é descobrir a diferença entre os raios UVA e UVB para, assim, escolher o filtro ideal. A dermatologista Thais Pepe, de São Paulo, explica essas e outras questões abaixo. Confira!

Descubra a diferença entre a radiação UVA e UVB

O sol produz raios invisíveis, conhecidos por ultravioleta A (UVA) e ultravioleta B (UVB). Os UVA são praticamente constantes durante o dia e representam 95% da radiação que atinge o corpo e o rosto. Além disso, são os principais responsáveis pelo envelhecimento acelerado, reações cutâneas (alergias), manchas solares e câncer de pele. Já os raios UVB penetram mais superficialmente e contribuem para queimaduras solares, vermelhidão e também o temido câncer de pele.

Como se proteger corretamente dos danos dos raios solares

A escolha do fotoprotetor depende das características da pele e deve ser orientada por um dermatologista. O FPS, por exemplo, tem que ter relação com as necessidades do paciente. "Tudo depende da patologia. Pessoas com tendência à manchas precisam de uma proteção mais intensa, assim como peles claras. No entanto, a pele negra também deve ser protegida", alertou a dermatologista, enfatizando a importância de uma análise individual feita por um médico especialista da área.

Para quem tem a pele oleosa, produtos com toque seco e limpo são boas alternativas; já para as secas, há protetores com ativos hidratantes no mercado. Há ainda os filtros físicos, que são ideais para peles sensíveis ou sensibilizadas, ideais para o uso após procedimentos estéticos como peeling e laser.

Consulte seu dermatologista e inicie sua rotina de cuidados com a pele!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.