Já sentiu uma dorzinha chata no punho ou aquele incômodo no joelho? Pois é! A tendinite é mais comum do que se imagina e atinge, principalmente, pessoas que ficam muito tempo na mesma posição ou realizam movimentos repetitivos. Apesar de parecer um problema simples, deve ser tratado corretamente, já que pode sumir por um tempo e voltar ainda mais forte.

Afinal, você sabe o que é a tendinite?

A tendinite é caracterizada por uma inflamação no tendão - estrutura fibrosa, que liga o músculo ao osso -, desencadeando dor e inchaço, sobretudo na área dos ombros, joelhos, tornozelos, punho e cotovelos. Se não for devidamente tratada, pode avançar para um espessamento dos tendões, que se tornam mais frágeis e suscetíveis a novas inflamações. Por isso, nada de adiar: se sentiu o incômodo, agende já sua consulta com um médico.

Conheça as principais causas da tendinite e saiba como evitá-la

A inflamação dos tendões é causada, principalmente, pela realização de movimentos repetitivos por longos períodos de tempo e pelo esforço demasiado das articulações. Isso significa que o uso excessivo de computador, tablet e até mesmo de celular pode provocar a tendinite. Mas não é só quem passa horas em frente ao notebook que pode desenvolver o quadro. Atletas também estão suscetíveis e, nesse caso, a falta de alongamento muscular é a principal causa.

Você está com tendinite? Descansar a área inflamada é a melhor solução

Uma vez diagnosticada a inflamação, o médico pode prescrever remédios anti-inflamatórios, acupuntura e até mesmo fisioterapia. Mas, em todos os casos, o repouso é a principal recomendação. Para completar, aplicar gelo no local pode ajudar a aliviar o incômodo e a diminuir o inchaço. Já a longo prazo, incluir atividades físicas, alongamento e correção postural na rotina são atitudes que evitam o retorno da dor.