É comum surgirem dúvidas em relação às tantas opções de texturas dos produtos de beleza disponíveis no mercado. Mas, saiba que para cada tipo de pele existem alternativas mais adequadas, que vão tratá-la de forma eficiente e se adaptar melhor à natureza da pele. Pensando nisso, o DermaClub conversou com a dermatologista Nicole Perim, de Belo Horizonte, para entender mais sobre as texturas existentes e para que tipo de pele cada uma serve. Olha só!

Saiba qual é a importância da textura do produto que você usa na pele

De acordo com a médica, a escolha da textura adequada é fundamental para que haja conforto na hora de aplicar os produtos, aumentando, assim, a eficácia e adesão ao tratamento. “Quando os dermocosméticos são fabricados, os ativos de tratamento são incorporados ao que chamamos de veículo”, afirmou. Conheça as características de 4 texturas mais recomendada por dermatologistas:

1) Sérum: o acabamento ultraleve é o ponto alto. Além disso, ele é absorvido rapidamente, deixando a pele com uma aparência suave. Outra curiosidade é que os séruns são produtos que reúnem alta concentração de ativos variados, dependendo do seu objetivo;

2) Gel: livres de óleo, os géis são fáceis de aplicar e formam um filme seco e transparente sobre a pele. De acordo com a Dra. Nicole, a textura é ideal para as peles oleosas, com tendência à acne e com brilho. Por isso, deve ser evitada em peles sensíveis e com tendência ao ressecamento;

3) Gel-creme: trata-se de uma mistura entre creme e gel. Geralmente, tem bons resultados em peles oleosas e mistas - zona T com excesso de brilho e extremidades ressecadas;

4) Creme: textura concentrada, com maior quantidade de ativos que nutrem profundamente a pele. Geralmente, são indicados para pessoas que apresentam pele seca e/ou madura. Não é indicada para quem tem tendência ao brilho excessivo na pele.

Antes de escolher os produtos para sua rotina de cuidados, procure um dermatologista, para que ele avalie as necessidades da sua pele.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.