Você possui manchas escuras na pele? Atualmente, existem vários tratamentos que podem amenizar essas marcas, principalmente os que envolvem o uso tópico de dermocosméticos com ativos clareadores, como o ácido tranexâmico. Mas será que esse ingrediente é seguro? Como usar essa substância para clarear a pele? O DermaClub entrevistou a dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo, que esclareceu essas e outras questões sobre o assunto.

Qual é a função do ácido tranexâmico na pele?

De acordo com a médica, o ácido tranexâmico é uma substância que inibe a ação de uma enzima chamada plasminogênio. “Quando nos expomos à radiação ultravioleta, é ativado o plasminogênio e ocorre o aumento de uma proteína que, consequentemente, aumenta a melanogênese - a formação de manchas - e se esta proteína estiver muito alta, teremos um grande risco de adquirir manchas na pele, como o melasma, por exemplo”, explicou. Ou seja, o ácido tranexâmico bloqueia a ação do plasminogênio ajudando a impedir a formação dessas manchas escuras na pele.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Existem dermocosméticos para manchas com ácido tranexâmico? É seguro usá-los?

Sim, existem dermocosméticos com ácido tranexâmico de uso tópico para o tratamento de alguns tipos de manchas. “O tratamento é seguro desde que seja orientado por um médico dermatologista que ensine a maneira certa de usar o produto”, ressaltou.

Qual é a melhor forma de usar o ácido tranexâmico na pele?

Existem muitas maneiras de incluir o ácido tranexâmico na sua rotina de cuidados com a pele. “O ativo pode ser usado de forma oral, tópica (através de dermocosméticos) ou até de forma injetável (nos procedimentos clínicos feitos por dermatologistas). Também pode ser usado em casa - prescrito por um médico especialista - ou no consultório, em peelings”, recomendou.

Dermatologista:

Drª. Tatiane Curi // CRM: 108107

Medica, Dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Especializada em Cosmiatria pela Universidade de Santo Amaro, com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associacao medica Brasileira. Também é sócia efetiva da sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatologia. Além disso, é medica do corpo clinico do Hospital Sírio Libanes - SP.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.