Com a febre das academias e a tendência cada vez maior à adoção de hábitos saudáveis, a suplementação nutricional surgiu como uma aliada à reeducação alimentar e à conquista mais rápida e fácil dos tão sonhados ganhos com a malhação. No entanto, apesar dos benefícios de suplementos, como o whey protein e a creatina, você sabia que o consumo em excesso e de forma desregulada pode acarretar danos significativos à saúde da pele?

Conheça os problemas de pele que podem ser causados pela suplementação

Segundo a Dra. Tatiana Matos, de Salvador, Bahia, a maioria dos suplementos pode levar à alterações na pele. O whey protein, por exemplo, composto pela proteína do soro do leite, aumenta a liberação de insulina pelo organismo e, consequentemente, a produção da proteína IGF-1. “Essa proteína estimula a produção da glândula sebácea, levando ao surgimento de cravos e espinhas”, completou a médica.

Veja quais devem ser os cuidados na escolha da suplementação

A escolha da suplementação deve ser sempre acompanhada da orientação nutricional e dermatológica, de modo a determinar o melhor tipo para cada organismo. Apesar do dermatologista não prescrevê-los, ele pode avaliar benefícios e complicações derivados do uso de determinados suplementos.

Com os devidos cuidados e acompanhamento médico, a suplementação pode ser mais uma aliada na busca por uma vida mais saudável!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.