Se você tem olheiras, provavelmente se incomoda com a coloração escura dessas manchas abaixo dos olhos, certo? Existem várias causas diferentes que envolvem a formação da olheira - desde a vascularização das pálpebras, genética, noites em claro, estresse, cansaço, atrito, entre outros - mas para cada um desses motivos há um tratamento diferente com o objetivo de clarear a pele. A fim de esclarecer os principais deles, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo.

1) Preenchimento com ácido hialurônico

O procedimento ajuda a amenizar a aparência de olheiras profundas que surgem devido à perda de sustentação da pele, com o aumento da flacidez - que acontece em pacientes com idade mais avançada -, diminui o visual de cansaço e dá um aspecto mais jovial ao rosto. “Nesta indicação há um tipo específico de ácido hialurônico, cuja técnica deve ser executada cuidadosamente dadas as estruturas nobres localizadas”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Procedimentos com laser e luz pulsada

Os melhores efeitos dessas técnicas são aqueles com a luz intensa pulsada, aplicada com cuidados especiais pela proximidade com o globo ocular. De acordo com a dermatologista, “o procedimento consegue melhorar tanto o componente vascular, como pigmentar paulatinamente, podendo perceber a melhora das olheiras em apenas três sessões”.

3) Peelings

Além de melhorar a aparência da pele, o tratamento de peeling pode ser feito para aliviar as rugas, linhas de expressão e manchas, por estimular a renovação celular e ajudar a eliminar o pigmento concentrado, auxiliando no clareamento de áreas escuras, como é o caso das olheiras. Os peelings mais recomendados para este caso são os feitos com ácido glicólico e ácido retinóico, devido à sua função rejuvenescedora e clareadora.

4) Dermocosméticos clareadores

Os dermocosméticos clareadores são indicados e muito úteis em quadros leves ou iniciais de olheiras, sendo também ótimos coadjuvantes em procedimentos ou para manutenção de resultados. “Normalmente são associações de clareadores adequados para a região dos olhos, com substâncias vasoativas e calmantes”.

5) Microagulhamento

Você sabia que o microagulhamento pode ser utilizado em diversos tratamentos da pele? Entre eles, podemos citar: cicatrizes de acne, estrias, flacidez, calvície e até mesmo manchas. Conhecido por Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), o microagulhamento é um procedimento dermatológico baseado em diversas agulhas com diâmetro e comprimento específico para cada indicação, que perfuram as camadas da pele para estimular o colágeno da região, devolvendo a firmeza da pele.

Dermatologista:

Drª. Flávia Alvim Sant'Anna Addor // CRM: 66293

Dra. Flávia Addor é dermatologista formada pela Santa Casa de São Paulo, com mestrado no Departamento de Dermatologia da Universidade de São Paulo e extensão universitária na Vrije university (Bruxelas). É membro da Academia Americana de Dermatologia e sócia titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Além disso, a médica fez parte do corpo docente da Universidade de Santo Amaro em São Paulo.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.