Os sintomas não enganam: sentir dor, inchaço e vermelhidão no cantinho do dedo só pode significar uma unha encravada - quando a borda da unha começa a crescer dentro da pele. Esse cenário é bastante comum, principalmente na região dos pés, no dedão, e além de ser incômodo, pode gerar outros problemas maiores, como uma inflamação local. Para evitar que a sua unha encrave, o DermaClub separou algumas dicas. Confira!

1) Corte as unhas sempre no formato quadrado

As unhas possuem um limitado espaço de crescimento e quando as laterais são cortadas, a pele passa a tomar conta dessa região que ficou vazia. Portanto, assim que a unha começar a crescer novamente, acaba ficando sem espaço e encravando. Por isso, é importante sempre cortá-las no formato quadrado e remover apenas o excesso de pele das laterais.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Lixe as pontinhas dos dedos

O segundo passo da manicure é lixar as unhas. Esse gesto ajuda a remover aquelas pontas de unha que podem encravar, já que o organismo trata esses excessos como um corpo estranho, resultando em uma inflamação no local.

3) Não retire as cutículas, elas protegem as unhas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as cutículas não devem ser removidas. Embora essa pele seja um motivo de incômodo para muita gente, funciona como uma capa protetora para as unhas e o interior delas, podendo evitar inflamações, a entrada de microorganismos e, assim, infecções na região ao redor das unhas. Para minimizar a aparência das cutículas, basta empurrá-las um pouco para baixo.

4) Evite usar sapatos apertados constantemente

Outro motivo do encravamento pode ser o tipo de sapato que você costuma usar. Modelos estreitos que chegam a apertar demais os dedos, acabam resultando em unha encravada. Para evitar esse problema, use calçados mais confortáveis, largos ou de formato arredondado. Eles ajudam a manter os dedos mais soltos e aconchegados.

Caso o encravamento persista, consulte um dermatologista, que irá indicar o tratamento ideal para o seu caso.