Como é a sua rotina de cuidados pela manhã? Você já imaginou que pode estar deixando algum detalhe de lado ou executando a tarefa de maneira errada? É importante cumprir todos os passos da receitinha: limpeza, tonificação, hidratação e proteção solar. Sem esquecer que não é apenas o rosto e o pescoço que recebem esses cuidados, mas sim o corpo inteiro!

1) Lave o rosto também pela manhã

É comum pensar que não é necessário lavar o rosto logo após o acordar, afinal você só dormiu e a pele ainda está limpinha da ultima limpeza da noite, certo? Errado! Dormir com o rosto limpo é um dos mandamentos para a saúde da pele, mas, durante o sono há produção de sebo, perda de água e descamação de células mortas. Para um rosto sempre bonito e saudável o ideal é lavar o rosto pelo menos duas vezes ao dia, pela manhã e pela noite.

2) Não esprema as espinhas

Com o rosto limpo, fica mais fácil notar um novo cravo ou espinha que teimou em aparecer, mas é preciso resistir à tentação de espremê-los! “Ao forçar a saída do pus as chances de promover uma cicatriz aumentam, além de deixar a área suscetível a infecções, aumentando a inflamação. O ideal é procurar a ajuda de um profissional para realizar a limpeza de pele”, afirmou a dermatologista Mylenne Torres, de Natal, Rio Grande do Norte.

3) O fator de proteção solar dos produtos de maquiagem nem sempre é suficiente

Seja em dias nublados ou ensolarados, a proteção solar é indispensável! Alguns produtos de make, como bases e pós minerais, e hidratantes possuem fator de proteção, mas nem sempre o valor é suficiente. O ideal é que o FPS seja maior ou igual a 30, por isso não dispense o filtro.

4) Hidrate-se dos pés à cabeça!

A rotina de cuidados com a pele não deve se privar ao rosto e pescoço! Além da proteção solar, que se estende por todo corpo, a hidratação também deve atingir cada cantinho. Sódio, evaporação natural, calor interno e baixa umidade do ambiente são alguns dos fatores que contribuem para o ressecamento. Aposte em um hidratante específico para o seu tipo de pele, indicado por um médico da Sociedade Brasileira de Dermatologia.