Se você disser para uma amiga que quer começar uma dieta, certamente, ela vai ter uma série de recomendações. No entanto, algumas dicas não são aconselhadas por nutricionistas ou nutrólogos e, em outras situações, as próprias embalagens dos produtos fazem crer que eles fazem bem à saúde, quando não é bem assim. Confira abaixo os 5 principais mitos em relação à alimentação saudável!

1) Produtos light e diet: os primeiros têm redução de, no mínimo, 25% do valor energético; enquanto os segundos são desenvolvidos para pessoas que devem evitar o consumo de açúcar, como os diabéticos. No entanto, isso não quer dizer que sejam menos calóricos, já que muitas vezes apresentam maior quantidade de gordura e valor energético superior do que as versões originais.

2) Itens sem lactose e zero glúten: segundo especialistas, não há comprovação de que a retirada dos dois elementos é benéfica para todos os organismos. Por isso, apenas um especialista pode recomendar uma dieta com restrição dos mesmos.

3) Pães integrais: como é considerado boa fonte de fibras, este alimento precisa ter pelo menos 2,5 gramas de fibras por porção. Contudo, muitas formulações de pães industrializados não contêm a quantidade necessária. Fique atenta ao rótulo!

4) Chocolate, sempre proibido: queridinho de muitos, o chocolate é considerado um vilão quando o assunto é alimentação saudável. Mas nem sempre é preciso riscá-lo do cardápio! Invista naqueles que possuem mais do que 50% de cacau, em versões orgânicas, que têm menos açúcar e são mais naturais.

5) Barras de cereais: superprática para o dia a dia, a barra de cereal, normalmente, é a primeira opção de lanchinho entre as refeições, porém, não são todas que fazem bem à saúde. Muitas delas contêm edulcorantes artificiais, corantes, glucose de milho ou xarope de frutose, que afetam o metabolismo negativamente.

Consulte seu nutricionista ou nutrólogo e veja quais são os melhores alimentos para o seu organismo!