Notar o rosto vermelho e com uma certa ardência depois de fazer exercício físico é bastante comum. Embora pareça uma reação normal do organismo - o que, na maioria das vezes, é - esses sintomas também podem indicar alguma alteração na sua pele. O DermaClub esclareceu porque isso acontece e indicou alguns cuidados que devemos ter para evitar esses incômodos pós-treino. Veja só!

Por que o rosto fica vermelho e ardido?

De acordo com especialistas, existem muitos motivos que podem deixar o rosto vermelho e com queimação após a prática de exercícios. Geralmente, o que acontece é uma reação do organismo: a maioria das atividades físicas mexe bastante com vários sistemas do nosso corpo, acelerando o coração e a respiração para que o sangue circule mais rápido para levar oxigênio às células. Esse processo faz com que os vasos sanguíneos dilatem, refletindo na vermelhidão e desconforto da pele da face.

Entretanto, quando esses sintomas se tornam mais intensos durante a atividade física e ocorrem também em outras situações - como mudanças bruscas na temperatura, banhos quentes, ingestão de bebidas alcoólicas e o consumo alimentos quentes e apimentados -, podem indicar algum tipo de sensibilidade cutânea, como a rosácea. Por isso, fique atenta e se notar qualquer anormalidade no quadro, consulte seu dermatologista para o diagnóstico correto.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Conheça as possíveis causas de vermelhidão e ardência no rosto pós-exercício

Além de ser uma resposta natural do nosso organismo, quando esses sinais aparecem acompanhados de outros agravantes podem significar alterações e problemas de pele:

Rosácea: é um problema genético, que também pode acontecer devido a alterações imunológicas e neurovasculares. Além da ardência e vermelhidão, outros sintomas comuns são vasinhos aparentes, pele áspera, lesões de acne e formigamento.

Pele sensível: também conhecida como reativa ou intolerante, ocorre por alterações da barreira cutânea, aumento da neurossensibilidade e/ou resposta imune da pele. Também apresenta a não tolerância ao uso de determinados cosméticos, dermocosméticos e maquiagem. Além do rubor e queimação, ela pode exibir coceira, irritação, repuxamento e sintomas mais intensos como, descamação e pequenas feridas.

5 cuidados para evitar a vermelhidão e ardência na pele

1) Use sabonetes ou loções de limpeza suaves;

2) Prefira banhos mornos e mantenha a janela do banheiro aberta para evitar o vapor;

3) Evite o atrito com toalhas;

4) Nos intervalos e após o exercício, borrife água termal no rosto. O produto é um grande aliado para acalmar a pele e diminuir a vermelhidão e ardência;

5) Use filtro solar, principalmente em atividades ao ar livre para evitar queimaduras;

6) Aposte em barreiras físicas, como óculos, bonés e roupas com proteção UV para evitar o aumento da vermelhidão e aumentar a proteção solar.