Dermaclub
O máximo de vantagens para você e sua pele

Vitiligo: o que é, causas, sintomas, tipos e tratamento para as manchas brancas na pele do rosto e corpo

Quando falamos sobre vitiligo, logo pensamos no surgimento de manchas brancas na pele - principalmente nas mãos, pés e rosto, que são os lugares mais comuns. De acordo com a dermatologista Daniela Pimentel, de São Paulo, a doença de pele atinge cerca de 1% da população e, em 30% dos casos, existe um histórico familiar relacionado. Além do incômodo estético que proporciona, o problema é capaz de afetar diretamente a autoestima do paciente e causar sérias complicações emocionais e sociais. Para esclarecer o que é vitiligo e as suas causas, sintomas, tipos e tratamentos, o DermaClub reuniu todas as informações sobre o assunto. Confira!

1. O que é vitiligo?

O vitiligo é uma doença autoimune, caracterizada pela perda de coloração da pele, que acontece em pessoas com predisposição genética - quando algum parente próximo possui o mesmo problema. As manchas brancas que destacam a doença não surgem de repente. Geralmente, são desencadeadas por alguma espécie de trauma ou estresse, seja ele físico ou emocional. De acordo com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, a formação acontece da seguinte forma: “As células de defesa do organismo reconhecem os melanócitos - responsáveis pela pigmentação da pele - como um corpo estranho a ser combatido e eliminam essa melanina de várias regiões do corpo, formando essas marcas claras”, contou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2. Tipos de vitiligo

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), existem dois tipos de vitiligo que podem se manifestar em partes diferentes do corpo:

2. 1. Segmentar ou Unilateral

Surge em uma única região do corpo e costuma acontecer antes do jovem alcançar a sua idade adulta. O problema também pode surgir nos cabelos, influenciando na perda da coloração dos fios.

2. 2. Não segmentar ou Bilateral

É o tipo de vitiligo mais comum que se manifesta nos lados do corpo - nas duas mãos, nos dois pés, dois joelhos. No início, as manchas brancas costumam surgir nas extremidades. Existem ciclos que causam a perda de coloração, épocas em que a doença normalmente se desenvolve e períodos de estagnação. Todo esse processo ocorre ao longo da vida e se torna maior com o tempo.

3. Causas do vitiligo

A Dra. Daniela afirma que “qualquer pessoa pode desenvolvê-lo e o único sintoma é o aparecimento das manchas brancas, que levam o nome de acrômicas por serem extremamente alvas”, pontuou. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as causas da doença ainda não estão bem estabelecidas, mas acredita-se que alguns fenômenos autoimunes podem estar relacionados ao problema.

4. Quais são os sintomas do vitiligo

Grande parte dos portadores apresenta apenas o surgimento de manchas brancas de diversos tamanhos na pele. Porém, em alguns casos, pessoas dizem sentir uma certa dor e sensibilidade na região em que as marcas estão localizadas. Além dos sintomas que notamos na pele, a grande preocupação que os dermatologistas têm são os problemas emocionais que se podem desenvolver com a doença, como baixa autoestima, depressão e até dificuldade de socialização. Por isso, muitas vezes, pacientes com vitiligo precisam de um tratamento multidisciplinar, que envolve, além do dermatologista, um psicólogo.

5. É possível prevenir o vitiligo?

Por ser uma doença hereditária, não existem formas de prevenir o vitiligo. Por outro lado, a Dra. Lilia afirma que, “o problema possui métodos de controle e existem diversos tratamentos que minimizam os traumas e machucados, reduzindo o surgimento de novas lesões, como o uso de corticoides orais e tópicos, imunomoduladores, fototerapia e até alguns lasers, para estimular a repigmentação”, explicou.

6. Cuidados para se ter com o vitiligo

Um dos maiores problemas do vitiligo é deixar a pele desprotegida, já que a doença elimina a melanina - proteína que dá coloração à pele. Sendo assim, o corpo do portador precisa de alguns cuidados especiais:

6. 1. Uso do filtro solar

É essencial proteger a pele do sol e da luz visível já que a área branca não possui melanina e pode ficar vermelha com sinais de ardência facilmente;

6. 2. Evitar traumas

O vitiligo pode aparecer associado ao Fenômeno de Koebner, um problema de pele que promove o aparecimento de lesões ásperas e descamativas na região manchada na qual sofreu traumas - como cortes, machucados e ralados.

7. Tratamentos para o vitiligo

De acordo com a Dra. Daniela, o tratamento deve ser tratado individualmente. “Na maioria das vezes, é possível controlar e regredir a mancha, mas também conseguimos zerá-la quando a doença está no início. Geralmente, nas extremidades é mais difícil de tratar, devido ao Fenômeno de Koebner, que faz nascer uma lesão na região traumatizada. Por esse motivo, é mais difícil o tratamento de áreas como pés, mãos, cotovelos e joelhos, pois estão sempre em atrito”, explicou.

O tratamento tem o papel de estabilizar o quadro, interrompendo o aumento das lesões, e repigmentar as manchas brancas na pele. Existem muitas opções de terapia para o vitiligo. Entre elas podemos citar:

- Uso de corticóides tópicos;
- Banho de luz;
- Fototerapia;
- Cremes imunomoduladores

É importante frisar que o tratamento é individual e deve ser decidido sempre por um dermatologista. Além disso, os resultados podem variar para cada paciente, mas a doença pode ser devidamente controlada com a terapia adequada e precoce.

8. Mitos e verdades

8. 1. Vitiligo é contagioso.

Mito. É importante ressaltar que o vitiligo não é contagioso e os portadores da doença podem levar uma vida normal, praticando apenas alguns cuidados simples com a pele, como o uso de protetor solar para evitar queimaduras; e evitar traumas, a fim de prevenir as lesões do Fenômeno de Koebner.

8. 2. Crises de estresse podem piorar as manchas brancas.

Verdade. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores que desencadeiam ou agravam o vitiligo. Isso por que o nosso sistema nervoso está totalmente relacionado com a nossa pele e qualquer alteração ou estresse pode refletir em um problema, inclusive o aumento das manchas de vitiligo.

8. 3. Quem tem vitiligo pode tomar sol sem proteção.

Mito. As manchas brancas se formam por conta da diminuição ou falta de melanócitos - células responsáveis pela formação de melanina. Além de proporcionar coloração à pele, olhos e cabelo, a maior função da melanina é auxiliar na proteção contra a radiação solar. Como o vitiligo causa a falta dessa substância em algumas regiões do corpo, é importante manter a pele protegida com o uso diário do filtro solar, principalmente nas regiões afetadas.

8. 4. Vitiligo tem cura.

Parcialmente verdade. Existem muitos tratamentos capazes de controlar o aumento das manchas brancas na pele, além de dermocosméticos que podem ser utilizados a fim de disfarçar as manchas e recuperar a tonalidade cutânea natural.

Para ter um resultado de sucesso na terapia contra as manchas brancas, é importante começar os cuidados de forma precoce e sempre com ajuda de um dermatologista - a mesma recomendação vale para conviver bem com o vitiligo. Procure ajuda e sinta-se à vontade com sua pele.

Dermatologia:

Dra. Daniela Pimentel

CRM: 112165

Graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro, possui título de especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e no Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira. Dra. Daniela também ainda é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médica assistente e colaboradora do Serviço de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. 

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

** Esta matéria foi atualizada no dia 05/10/2018.

Publicado em: Quarta-feira 11 de abril de 2018 - 13h21

0
0
0
0

Manchas

Como clarear manchas na pele causadas pelo sol? 6 cuidados caseiros para diminuir o aspecto escuro

Como clarear manchas na pele causadas pelo sol? 6 cuidados caseiros para diminuir o aspecto escuro

Axilas

Hidratação, limpeza de pele profunda, creme clareador de pele... 5 cuidados para manter as axilas bonitas

Hidratação, limpeza de pele profunda, creme clareador de pele... 5 cuidados para manter as axilas bonitas

Shampoo esfoliante: 4 motivos para incluir o produto na sua rotina de cuidados com o cabelo

Shampoo esfoliante: 4 motivos para incluir o produto na sua rotina de cuidados com o cabelo

Foliculite pode causar queloide ou manchas de pele? Dermatologista esclarece o problema

Foliculite pode causar queloide ou manchas de pele? Dermatologista esclarece o problema

Acne

Produtos para a pele oleosa: como o ácido glicólico e o ácido salicílico combatem oleosidade, acne e manchas

Produtos para a pele oleosa: como o ácido glicólico e o ácido salicílico combatem oleosidade, acne e manchas

Axilas

Foliculite, pelo encravado, manchas na pele... 6 problemas que podem surgir nas axilas e como tratar cada um

Foliculite, pelo encravado, manchas na pele... 6 problemas que podem surgir nas axilas e como tratar cada um