Você sabe diferenciar o vitiligo da micose pano branco? Existem vários tipos de doenças de pele que podem se manifestar de formas diferentes no corpo, e os sintomas podem variar de coceira, vermelhidão, bolinhas, acne, entre outros. Porém, quando falamos de manchas brancas, logo pensamos nesses dois tipos bem específicos de patologias cutâneas. Para saber distinguir uma da outra, o DermaClub conversou com a dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo, que esclareceu o assunto. Veja só!

Entenda: o que é vitiligo?

Conhecido por ser uma doença autoimune, o vitiligo é formado por manchas brancas devido à destruição dos melanócitos. De acordo com a médica, existem algumas hipóteses que remetem a sua causa: “entre elas estão a predisposição genética, traumas locais e teorias imunológicas”, explicou.

As manchas do vitiligo começam a surgir mais claras e, ao longo do tempo, vão se tornando acrômicas - sem nenhuma coloração. Normalmente têm uma distribuição simétrica e não são contagiosas.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

E o pano branco, o que é?

o pano branco é o nome popular da pitiríase versicolor - uma micose extremamente comum na camada mais superficial da pele. “São manchas brancas, mas que também podem ser de coloração variável (desde castanhas até avermelhadas). São lesões muito comuns em áreas oleosas do corpo, como couro cabeludo, tórax anterior e dorso, mais comumente”, esclareceu.

Pano branco e vitiligo: qual é a diferença entre as duas doenças na pele?

Embora o vitiligo e o pano branco tenham lesões similares, a Dra. Tatiane destaca algumas diferenças que separam essas patologias:

Vitiligo: neste caso, as manchas normalmente são bem mais brancas do que as de pano branco com superfície lisa e, às vezes, brilhosa. Geralmente são simétricas, afetando dois lados do corpo - como os dois braços, duas pernas, duas bochechas - e não possui o risco de contágio.

Pano branco: as lesões de pano branco não apresentam risco de contágio e, na maioria das vezes, são descamativas e possuem uma distribuição mais característica, com predileção por áreas oleosas do corpo. Além disso elas podem surgir de forma intercalada nas áreas do corpo que acumulam mais umidade. Também podem apresentar outras tonalidades, como vermelha e castanha, podendo variar de acordo com o fototipo do paciente.

Quais são os tratamentos para cada problema?

Vitiligo: existem tratamentos variados com substâncias estimuladoras de pigmentação como corticoides, imunomoduladores e a fototerapia.

Pano branco: pode ser tratado com antifúngicos orais, sprays antifúngicos tópicos e até shampoos com ativos seborreguladores.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.