Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Como usar ácido sem ressecar a pele? Dermatologista explica os melhores cuidados

É possível usar ácido sem ressecar a pele? Confira a matéria e entenda! / Foto: Shutterstock
É possível usar ácido sem ressecar a pele? Confira a matéria e entenda! / Foto: Shutterstock

Entrevista com Dra. Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Os ácidos são grandes aliados do rejuvenescimento cutâneo. Eles promovem uma pele mais uniforme, lisa, fina, firme com menos rugas e mais luminosidade, além de reduzir a visibilidade dos poros. Ao contrário do ácido hialurônico - que ajuda na hidratação da pele -, existem alguns tipos de ácidos que podem causar um certo tipo de ressecamento no rosto, deixando a região sensível e com sinais de irritação. Embora seja uma reação comum da pele no início do tratamento, ter a região muito seca pode causar incômodo e gerar problemas, como rachaduras, manchas vermelhas e ardência. Sendo assim, como podemos usar ácido sem ressecar a pele? A dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo, contou as dicas para o DermaClub.

Quais são efeitos dos ácidos na pele?

Ácido retinóico, retinol, ácido glicólico e ácido salicílico: sabe o que eles têm em comum? Dependendo da administração e concentração todos promovem com maior ou menor intensidade a renovação celular da pele, mas seu uso também pode causar ressecamento na pele. De acordo com médica, “esses ácidos possuem ação queratolítica - que remove as camadas mais superficiais da pele - promovem a renovação celular e uma ação despigmentante pela própria esfoliação que eles causam na pele, reduzindo manchas. Os ácido também proporcionam uma ação que estimula o colágeno, melhorando o aspecto da pele”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Resumindo: esses ácidos podem ser usados no tratamento de acne, fotoenvelhecimento e manchas - tudo isso em diferentes concentrações, produtos e combinações com outros ativos ou não.

Consequências que os ácidos podem causar à pele

- Ressecamento;
- Sensibilidade;
- Vermelhidão;
- Ardência;
- Descamação da pele.

Como usar ácido sem ressecar a pele:

Para evitar que os ácidos ressequem a sua pele, a dermatologista indica alguns cuidados: “É importante associar o tratamento com o uso de produtos que reparem a barreira cutânea e promovem a retenção de água na pele, ou usar essas substâncias em dias alternados”. Assim conseguimos balancear o ressecamento e a sensibilidade.

3 cuidados com a pele durante o uso de ácido:

- Usar um hidratante mais potente várias vezes ao longo do dia;
- Alternar os dias de uso dos ácidos até a pele se acostumar;
- Aplicar o protetor solar todos os dias, investindo em um FPS alto.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 17 de Junho de 2019
Modificada em: 16 de Agosto de 2019

Dra. Carolina Reato Marçon

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Reato Marçon

CRM: 113.379

Especialização em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Médica Colaboradora do Setor de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Coordenadora do Programa Pró-Albino; Fellowship em Cosmiatria - Dr. Zoe Draelos, Carolina do Norte - EUA; Fellowship em Tricologia - Universidade de Bolonha, Itália - Prof. Antonella Tosti; Fellowship em Dermatoscopia e Microscopia Confocal - Universidade de Modena / Reggio Emilia, Itália; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e do Colégio Ibero-Latinoamericano de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

5 coisas que acontecem com a pele no inverno: dermatite, ressecamento, rosácea... veja as queixas mais comuns

5 coisas que acontecem com a pele no inverno: dermatite, ressecamento, rosácea... veja as queixas mais comuns

Pele seca

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Dermatologista

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Dermatologista

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Dermatologista

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Dermatologista

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Dermatologista

Últimas Matérias

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança Efeito lip tint: conheça a técnica flow lips que hidrata os lábios e dá aquele aspecto natural de boca rosa Como fazer o cabelo crescer: 8 produtos e cuidados que vão acelerar o crescimento dos fios #AcnePositivity: conheça o movimento que apoia a autoaceitação de espinhas Psoríase leve, moderada, grave: conheça os graus da doença de pele e como tratar as manchas vermelhas no corpo Bolinhas no corpo: o que são? Quais são as causas? É foliculite ou alergia? Saiba como tratar
Ver mais