Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Orelha inflamada: como lidar com o problema e quais os principais cuidados a ter com essa lesão na pele

Entenda o que causa a inflamação na orelha e saiba como lidar com esse problema
Entenda o que causa a inflamação na orelha e saiba como lidar com esse problema

Entrevista com Dra. Christiane Gonzaga, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Se você costuma usar brincos frequentemente, com certeza já notou alguma inflamação no furo da sua orelha. Muitas vezes, esse problema causa dores locais, acúmulo de secreção e incômodos ao tentar colocar um novo brinco. Mas, afinal, por que essa situação acontece? Para esclarecer a questão, o Dermaclub conversou com a dermatologista Christiane Gonzaga, do Rio de Janeiro, sobre os cuidados que devemos ter com a orelha inflamada.

Entenda: o que pode causar uma inflamação na orelha?

De acordo com a médica, uma das principais causas da orelha inflamada, sem dúvidas, é a alergia ao material dos brincos. “Isso porque algumas mulheres possuem sensibilidade nas orelhas que pode demorar anos para se manifestar, mas, uma vez que aparece, ela pode ficar para sempre”, esclareceu. Por isso, antes de usar qualquer acessório, é importante saber qual tipo de material você é sensível ou se possui algum tipo de alergia de pele.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Principais cuidados a ter com essa lesão

Infelizmente, não há remédios que acabam com a inflamação na orelha. Porém, existem alguns tipos de antialérgicos à base de corticoides que podem ser usados quando o problema já está instalado, mas não resolvem o problema por definitivo. “Para usar esse e qualquer outro medicamento, é fundamental procurar um dermatologista antes e saber se ela é indicada para o seu caso”, disse a Dra. Christiane.

Como podemos evitar essa inflamação?

Segundo a dermatologista, a melhor solução é evitar o uso de brincos de metal ou do material que está causando essa reação. Mas, isso não quer dizer que você deve parar de usar o acessório. “Você pode substituir essas bijuterias por outros tipos de materiais como acrílico, madeira, inox, ouro e prata. Os brincos fabricados com esses materiais possuem poucas chances de causar uma alergia”, indicou a médica.

E lembre-se: se você apresentar sintomas de infecção na orelha, por mais que pareça um problema simples, procure um médico imediatamente. Se os sintomas estiverem piorando, não tente tratar em casa sem instruções de um médico, algumas infecções de pele podem ser perigosas se não forem cuidadas corretamente.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 02 de Março de 2018
Modificada em: 26 de Julho de 2021

Dra. Christiane Gonzaga

Palavra do Dermatologista

Dra. Christiane Gonzaga

CRM: 52646652

Dra. Christiane Gonzaga é especialista em Dermatologia, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia. É membro da Sociedade Internacional de Dermatologia, membro da Sociedade Americana de Dermatologia Cosmética e membro da Academia Americana de Dermatologia. A especialista faz constantes atualizações nos mais importantes Congressos Dermatológicos nacionais e internacionais.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Dermatologista

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Dermatologista

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Dermatologista

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Dermatologista

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Dermatologista

Últimas Matérias

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele Kit skincare outono/inverno com Cicaplast Baume B5 e Cicaplast Lábios para prevenir a pele ressecada Água termal para rosácea, dermatite atópica... 5 doenças de pele em que o produto é necessário
Ver mais

escolha a loja de sua preferência