Main content

Alergia na pele: quais são as causas, tratamentos e formas de alívio?

Saiba tudo sobre alergias na pele: causas, tratamentos e dicas para alívio. Um guia completo para cuidar da sua pele com conforto.
04 out 2023

Se você já teve coceira, vermelhidão ou erupções na pele, esses incômodos podem estar ligados a alergias cutâneas. As alergias na pele são reações do nosso corpo a substâncias que considera invasoras, desencadeando irritações. Desde picadas de insetos até certos alimentos, várias causas podem desencadear alergias. 

Neste artigo, vamos explorar o que está por trás dessas reações, como tratá-las e maneiras simples de encontrar alívio para a pele. Vamos descobrir como cuidar melhor da nossa pele e manter o conforto no dia a dia.


O que causa alergia na pele?


A pele, nossa barreira protetora contra o mundo exterior, por vezes reage de forma desfavorável a certas substâncias, gerando alergias cutâneas. Uma gama diversificada de gatilhos pode desencadear essas reações incômodas. Entre os agentes alergênicos mais comuns estão poeira, pólen e pelos de animais. 

Além disso, substâncias químicas encontradas em produtos de cuidados pessoais também podem ser culpadas, assim como alérgenos alimentares e componentes presentes em medicamentos e cosméticos.

Agentes alergênicos comuns que desencadeiam reações cutâneas


A nossa pele pode ser sensível a agentes que muitas vezes passam despercebidos. Por exemplo, ácaros e poeira presentes no ambiente, juntamente com pólen, podem causar coceiras e irritações na pele. 

Não apenas isso, mas os pelos e escamas de animais também podem ser culpados por desencadear alergias cutâneas. É essencial considerar esses gatilhos comuns ao buscar alívio para problemas de pele.

Substâncias químicas presentes em produtos de cuidados pessoais


Os produtos que usamos para cuidar da pele e higiene pessoal podem, ironicamente, causar alergias cutâneas. Muitos produtos contêm corantes, fragrâncias e conservantes que podem provocar reações adversas na pele. 

Essas substâncias químicas podem penetrar na barreira da pele e causar irritações, vermelhidão e coceira. Portanto, ler os rótulos e optar por produtos mais suaves e naturais pode ser uma abordagem mais segura para evitar essas alergias.

Alergias a alimentos e aditivos alimentares

  
Além de afetar o sistema digestivo, certos alimentos e aditivos também podem desencadear reações alérgicas na pele. Alguns alimentos, como nozes, peixes e laticínios, são conhecidos por causar alergias cutâneas em algumas pessoas. Aditivos alimentares, como corantes e conservantes, também podem ser vilões. 

É importante monitorar como sua pele reage após a ingestão de certos alimentos e procurar orientação médica se notar irritações frequentes.

 

Alergias a medicamentos e cosméticos


A busca por beleza e bem-estar também pode desencadear alergias na pele. Medicamentos como antibióticos, anti-inflamatórios e até mesmo analgésicos podem causar reações cutâneas adversas em algumas pessoas. 

Da mesma forma, certos produtos cosméticos, como cremes, loções e maquiagem, podem conter ingredientes aos quais sua pele reage sensivelmente. Estar atento a essas reações é fundamental para evitar problemas mais graves e buscar alternativas adequadas.

O que é bom para alergia na pele?


Quando se trata de alívio para alergias cutâneas, várias abordagens podem ajudar a acalmar a pele irritada. Primeiramente, identificar e evitar o agente alergênico é crucial. Além disso, produtos calmantes como cremes à base de aveia ou camomila podem proporcionar alívio temporário. 

Consultar um profissional de saúde é importante para determinar o tratamento mais adequado. Em alguns casos, medicamentos antialérgicos ou cremes corticosteróides podem ser prescritos para reduzir inflamações e coceiras. 

Entenda quais são os tipos de alergias mais comuns
 
O que tomar para alergia na pele?


Quando a coceira, vermelhidão e desconforto da alergia na pele se manifestam, a busca por alívio é natural. Medicamentos orais podem ser uma opção eficaz para controlar esses sintomas. Antihistamínicos, recomendados por um médico, atuam bloqueando a ação das substâncias responsáveis pelas reações alérgicas. Esses medicamentos podem ajudar a reduzir a coceira, inchaço e irritação, proporcionando um alívio temporário. No entanto, é fundamental entender que qualquer medicamento deve ser utilizado sob orientação médica.

A importância de consultar um profissional de saúde não pode ser subestimada quando se trata de alergia na pele. O que pode parecer uma simples irritação pode ter causas mais profundas e requer tratamentos específicos. O médico avaliará a gravidade dos sintomas, histórico médico e possíveis interações medicamentosas antes de recomendar o melhor tratamento oral. A auto-medicação pode resultar em complicações e mascarar problemas subjacentes, por isso, a consulta médica é essencial para obter prescrições adequadas e garantir segurança no alívio dos sintomas.

Como aliviar alergia na pele?


O alívio da alergia na pele começa com a identificação e evitação do agente desencadeador. Além disso, cuidados tópicos podem fornecer conforto imediato. Cremes ou pomadas com propriedades anti-inflamatórias, como corticosteróides, podem reduzir a inflamação e a coceira. Para irritações leves, produtos à base de ingredientes naturais, como aloe vera, podem acalmar a pele. 

No entanto, a busca por alívio não deve substituir a consulta a um profissional de saúde. A automedicação pode resultar em complicações, e apenas um médico poderá recomendar o tratamento adequado. 

 A prevenção, aliada ao tratamento correto sob supervisão médica, é a melhor abordagem para garantir o bem-estar da pele e aliviar os incômodos das alergias cutâneas.

Evitar o contato com os alérgenos conhecidos


Uma estratégia fundamental para lidar com alergias na pele é evitar o contato com os alérgenos que desencadeiam as reações. Isso significa identificar os agentes causadores, como certos produtos químicos, alimentos ou substâncias ambientais, e tomar medidas para minimizar o contato com eles. 

Mudanças simples nos hábitos diários podem fazer a diferença: escolher produtos de cuidados pessoais hipoalergênicos, manter ambientes limpos e arejados, e até mesmo evitar locais com alta concentração de alérgenos, como pólen, podem contribuir para reduzir as irritações cutâneas.

Hidratação adequada para manter a pele saudável e resistente a irritações

 
A hidratação adequada é uma parte essencial da manutenção da saúde da pele, especialmente quando se lida com alergias cutâneas. Uma pele bem hidratada é mais resistente a irritações e inflamações. Optar por loções e cremes sem fragrâncias ou corantes pode ser benéfico, pois esses aditivos podem agravar as alergias. Produtos como o Lipikar Baume AP+M e a Loção Hidratante CeraVe são conhecidos por sua capacidade de acalmar a pele irritada e ajudar a restaurar a barreira cutânea. 

Beber água regularmente também ajuda a manter a pele hidratada de dentro para fora. Lembre-se de que a hidratação não é apenas sobre o que você coloca na pele, mas também sobre o que você coloca dentro do seu corpo.

Uso de roupas leves e de tecidos naturais para evitar irritações adicionais


A escolha das roupas que vestimos também desempenha um papel crucial na gestão das alergias na pele. Optar por roupas leves e feitas de tecidos naturais, como algodão, permite que a pele respire e evita o acúmulo de suor e umidade, que podem agravar as irritações. Evitar roupas apertadas também é importante, já que o atrito constante pode piorar a coceira e a inflamação. 

Além disso, lavar as roupas com detergentes hipoalergênicos e enxaguá-las bem ajuda a remover qualquer resíduo que possa causar reações cutâneas. Ao adotar essas práticas simples no dia a dia, é possível ajudar a minimizar as irritações da pele e melhorar o conforto.
 

 

Clube de Vantagens Dermaclub

 
 
 
 
Orientation message
For the best experience, please turn your device