Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

4 coisas que podem acontecer com a sua pele depois de espremer cravos ou espinhas

Descubra o que pode acontecer com a sua pele toda a vez que você espreme um cravo ou uma espinha / Foto: Getty Images
Descubra o que pode acontecer com a sua pele toda a vez que você espreme um cravo ou uma espinha / Foto: Getty Images

Redação por Livia Dambrosio

Produtos relacionados

Espremer cravos e espinhas: muitos consideram esse gesto como uma simples mania, mas, na verdade, essa atitude pode causar uma série de problemas na sua pele. Mexer nessas lesões pode causar danos que ficam marcados no rosto por um bom tempo, como manchas e cicatrizes. Para entender melhor, o DermaClub explicou 4 coisas que podem acontecer com a sua pele depois de espremer comedões ou espinhas. Confira e tente conter os dedos!

1) Manchas escuras na pele

Assim como toda inflamação na pele, as espinhas também são capazes de ativar a produção da melanina - proteína presente no corpo responsável pela coloração da pele. Então, quando juntamos o processo inflamatório da acne, com a própria tendência do paciente de produzir esse excesso de melanina, formam-se as manchas escuras na pele, também chamadas de pigmentação pós-inflamatória. Essas marcas podem ser vermelhas ou marrons, com bastante pigmento.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Manchas roxas e inchaço devido à manipulação

Quando avistamos uma mancha roxa na pele, logo pensamos ser um hematoma. Quando você espreme bastante uma lesão de cravo ou espinha e depois de um tempo a região manipulada fica inchada e com tonalidade arroxeada, de certa forma é como se você tivesse feito outro trauma na sua pele. Essa marca pode demorar dias para sair e se tornar mais aparente com o passar do tempo.

3) Cicatrizes de acne

Você sabe que as cicatrizes de acne não surgem de repente. A maior causa desse problema está diretamente relacionada com a manipulação de cravos e espinhas. Esse gesto, ao contrário do que pensam, não dá um fim à lesão, mas acaba piorando o caso, provocando a piora do quadro inflamatório e evitando que a ferida se regenere corretamente, deixando, assim, a marca da cicatrização.

4) Piora do quadro da acne

O além de todos esses problemas, um dos riscos mais graves de manipular a acne é a piora da inflamação. Se você espremer a lesão e a pele não estiver limpa, as bactérias que ficam embaixo da unha podem entrar na lesão, formando um cisto. Dependendo do grau da infecção, pode ser necessária a intervenção de remédios, como antibióticos orais.

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!

Publicada em: 09 de Dezembro de 2019
Modificada em: 20 de Julho de 2021

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Milium sebáceo no rosto e no olho: o que é? São cravos na pele? Entenda as causas e como remover

Milium sebáceo no rosto e no olho: o que é? São cravos na pele? Entenda as causas e como remover

Pele oleosa

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Pele oleosa

Argila verde: para que serve? Conheça 5 benefícios do ingrediente para a pele oleosa com acne e cravo

Argila verde: para que serve? Conheça 5 benefícios do ingrediente para a pele oleosa com acne e cravo

Pele oleosa

Ácido hialurônico em sérum ou creme? Saiba o melhor veículo desse hidratante para a pele oleosa e pele seca

Ácido hialurônico em sérum ou creme? Saiba o melhor veículo desse hidratante para a pele oleosa e pele seca

Pele oleosa

Produtos para limpeza de pele caseira: gel de limpeza, esfoliante... 6 cuidados para ter no ritual

Produtos para limpeza de pele caseira: gel de limpeza, esfoliante... 6 cuidados para ter no ritual

Pele oleosa

Protetor para pele oleosa: conheça a diferença entre os produtos para cada situação

Protetor para pele oleosa: conheça a diferença entre os produtos para cada situação

Pele oleosa

Últimas Matérias

Rotina fácil de cuidados com a pele durante o inverno: 9 produtinhos para você apostar na estação Saiba quais cuidados são importantes na hora de fazer a hidratação da pele seca e sensível Como disfarçar marcas de espinhas: passo a passo para esconder as cicatrizes e manchas de acne Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam
Ver mais

escolha a loja de sua preferência