Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Ativo clareador de pele: 4 curiosidades sobre o ácido tranexâmico além do tratamento de manchas de melasma

Confira algumas curiosidades sobre o ácido tranexâmico / Foto: Shutterstock
Confira algumas curiosidades sobre o ácido tranexâmico / Foto: Shutterstock

Entrevista com Dra. Tatiane Curi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Você sabe tudo sobre o ácido tranexâmico? Esse ativo clareador de pele, que ajuda no tratamento do melasma e outros tipos de manchas, tem ganhado cada vez mais popularidade no universo dos cuidados com a pele. Para ficar por dentro de tudo sobre esse ingrediente, o DermaClub entrevistou a dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo, que esclareceu 5 dúvidas sobre o ácido. Confira!

1) Como o ácido tranexâmico funciona no clareamento do melasma?

O ácido tranexâmico já era uma substância muito conhecida pelos médicos, mas foi a partir da década de 70 que ele ganhou grande relevância para a dermatologia. Descobriu-se que o ácido tranexâmico apresenta propriedades clareadoras, ao impedir a produção de melanina na pele.

O mais interessante é que o ácido tranexâmico age de uma forma completamente nova: ele inibe a produção de pigmento decorrente de uma irritação ou inflamação, prevenindo ou auxiliando no clareamento de manchas chamadas pós-inflamatórias, como lesões de acne, foliculite ou, queimaduras, por exemplo. Mais recentemente, descobriu-se que o melasma tem entre as suas causas um fator vascular muito importante – e o ácido tranexâmico demonstrou atuar nesse fator, melhorando os quadros de melasma.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) O ácido tranexâmico serve apenas para o clareamento das manchas de melasma?

A Drª Tatiane conta que o ácido tranexâmico serve para clarear qualquer tipo de mancha escura que tenha como causa o aumento desordenado de melanina, e o melasma está entre uma das principais indicações. “Porém, o ativo também pode ser utilizado para melanoses solares, hipercromias pós-inflamatórias e outros motivos, como a pigmentação de olheiras”, garantiu.

3) Como o ácido tranexâmico pode ser prescrito?

O ácido tranexâmico pode ser usado na forma tópica, em séruns, por exemplos e também na forma de comprimidos orais, desde que prescritos pelo dermatologista e ainda aplicados pelo próprio dermatologista na forma injetável durante o procedimento.

4) Podemos fazer peeling com ácido tranexâmico?

Existem peelings com ácido tranexâmico, no entanto, eles devem ser feitos com e pela indicação de um dermatologista. No entanto, séruns que contêm ácido tranexâmico no pós-peeling são uma opção muito interessante para prevenir a hiperpigmentação pós-inflamatória, manter a uniformização de tom no pós-procedimento ou ainda cuidar da pele no melasma. “No entanto, essa opção sempre deve ser revista com um dermatologista, pois talvez a sua melhor indicação seja em forma de medicação injetável - que ajuda a tratar as manchas resistentes com mais rapidez”, concluiu.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 13 de Fevereiro de 2019
Modificada em: 22 de Julho de 2021

Dra. Tatiane Curi

Palavra do Dermatologista

Dra. Tatiane Curi

CRM: 108107

Medica, Dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Especializada em Cosmiatria pela Universidade de Santo Amaro, com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associacao medica Brasileira. Também é sócia efetiva da sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatologia. Além disso, é medica do corpo clinico do Hospital Sírio Libanes - SP.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Urticária colinérgica: o que é? Quais são as causas? O melhor tratamento para essa alergia na pele

Urticária colinérgica: o que é? Quais são as causas? O melhor tratamento para essa alergia na pele

Dermatologista

Dermatite no rosto: atópica, seborreica, perioral... conheça os tipos

Dermatite no rosto: atópica, seborreica, perioral... conheça os tipos

Dermatologista

Preenchimento facial com ácido hialurônico: dermatologista esclarece dúvidas sobre o tratamento

Preenchimento facial com ácido hialurônico: dermatologista esclarece dúvidas sobre o tratamento

Dermatologista

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito

Dermatologista

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Dermatologista

Últimas Matérias

Melasma, sardas, melanoma: 5 tipos de manchas que podem surgir com a exposição solar Produtos para limpeza de pele caseira: gel de limpeza, esfoliante... 6 cuidados para ter no ritual Protetor para pele oleosa: conheça a diferença entre os produtos para cada situação O que usar na queimadura solar? Conheça produtos + cuidados para diminuir a ardência e manchas na pele Colágeno hidrolisado é bom? Qual é a melhor forma de prevenir e repor a perda dessa substância na pele? Melhor protetor solar para o verão: conheça as opções de produtos, FPS certo e textura ideal para a sua pele
Ver mais

escolha a loja de sua preferência