Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Micropigmentação para tratamento de manchas, sardas, vitiligo... Dermatologista explica os benefícios

   Entenda como a micropigmentação pode ajudar no tratamento de manchas na pele, como vitiligo e sardas
Entenda como a micropigmentação pode ajudar no tratamento de manchas na pele, como vitiligo e sardas

Entrevista com Dra. Gabriella Albuquerque, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Não dá para negar: a micropigmentação é um dos procedimentos queridinhos do momento. Como o próprio nome já diz, a técnica promove a implantação de pigmento na pele e, por isso, é bastante recomendada para quem busca corrigir falhas na região dos olhos, boca ou sobrancelhas. Mas você sabia que a micropigmentação também pode ser utilizada no tratamento de manchas na pele? Para entender melhor o assunto, o Dermaclub conversou com a dermatologista Gabriella Albuquerque que revelou como o procedimento pode ajudar a amenizar melasma, sarda e outras marcas no rosto.

O que é micropigmentação?

De maneira geral, a micropigmentação não fica com aquela aparência artificial e funciona de forma bem semelhante às tatuagens, já que a técnica também serve para implantar pigmentos na pele. “A micropigmentação consiste na aplicação de pigmento nas camadas mais superficiais da pele através de punções com agulha”, explica a dermatologista. Por isso, o procedimento tende a ser bastante recomendado para reforçar características faciais, como o contorno dos lábios e sobrancelhas, assim como para corrigir possíveis imperfeições nessas regiões.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Como é feita a micropigmentação?

Muito se fala sobre os benefícios da micropigmentação, mas você sabe como o procedimento funciona na prática? De acordo com a dermatologista, a técnica pode ser feita ambulatorialmente e necessita apenas da aplicação de uma pomada anestésica cerca de 30 minutos antes da micropigmentação. Durante o processo, um aparelho com pequenas agulhas é utilizado para aplicar os pigmentos na região da pele escolhida. Vale ressaltar que, após a micropigmentação, é normal que a cor fique um pouco intensa, mas que deve ser amenizado com a descamação da camada superficial da pele dias após a sessão.

Entenda como a micropigmentação pode ajudar no tratamento de manchas na pele

Justamente por ser uma técnica capaz de alterar a cor da pele, a micropigmentação também pode ser utilizada no tratamento de manchas. “Ela é sugerida para camuflar manchas hipocrômicas, como as de vitiligo e as sardas no rosto, por permitir suavizar o contraste destas marcas com a pele de forma segura e eficaz”, revela a especialista. No caso do vitiligo, por exemplo, a micropigmentação serve para diminuir o contraste entre as manchas e o tecido ao redor, garantindo uma harmonização do tom de pele.

No entanto, é importante lembrar que esses casos tendem a demandar uma avaliação cuidadosa e minuciosa para garantir que a micropigmentação tenha exatamente o mesmo tom da pele do paciente. Por isso, lembre-se: escolha um profissional qualificado e especialista no assunto.

Os cuidados necessários após a micropigmentação

Assim como qualquer outro procedimento, a micropigmentação também exige alguns cuidados após a sua realização. Veja os principais abaixo:

- Não manipule ou remova as casquinhas durante o processo de cicatrização;
- Invista em pomadas ou cremes com ativos que favorecem a cicatrização da pele, ao menos, duas vezes por dia;

Produtos relacionados

- Evite a exposição direta ao sol nos primeiros 30 dias após o procedimento;
- Para não prejudicar a cicatrização, fuja do consumo de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 04 de Agosto de 2021
Modificada em: 04 de Agosto de 2021

Dra. Gabriella Albuquerque

Palavra do Dermatologista

Dra. Gabriella Albuquerque

CRM: 52.71503-4

A Dra. Gabriella Albuquerque, do Rio de Janeiro, é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Ao longo de sua carreira, a Dra. Gabriella tem capítulos de livros publicados, artigos em revistas dermatológicas e ministra aulas em diversos congressos, cursos e workshops para outros dermatologistas.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Hiperpigmentação da pele negra: porque as manchas aparecem com mais facilidade?

Hiperpigmentação da pele negra: porque as manchas aparecem com mais facilidade?

Manchas na pele

Irritação na pele sensível: quais são as causas? Como diminuir a coceira e manchas vermelhas na pele?

Irritação na pele sensível: quais são as causas? Como diminuir a coceira e manchas vermelhas na pele?

Manchas na pele

Vitamina C para o rosto: mitos e verdades sobre o produto para o cuidado de manchas na pele, oleosidade e acne

Vitamina C para o rosto: mitos e verdades sobre o produto para o cuidado de manchas na pele, oleosidade e acne

Manchas na pele

Rugas, flacidez, manchas: saiba como prevenir a pele dos efeitos da poluição, do tabagismo e do sol

Rugas, flacidez, manchas: saiba como prevenir a pele dos efeitos da poluição, do tabagismo e do sol

Manchas na pele

Neurodermatite e dermatite atópica são a mesma coisa?

Neurodermatite e dermatite atópica são a mesma coisa?

Dermatologista

Manchas, envelhecimento, câncer de pele: por que você não deve descuidar da proteção solar mesmo no inverno!

Manchas, envelhecimento, câncer de pele: por que você não deve descuidar da proteção solar mesmo no inverno!

Manchas na pele

Últimas Matérias

Pele hidratada: veja como o verão pode deixar sua pele ressecada e saiba como corrigir o problema Acne hormonal: como tratar a oleosidade, cravos e espinhas no rosto por ovários policísticos (SOP) Tratamento com ácido hialurônico: em quanto tempo dá resultados? Hiperpigmentação pós-inflamatória: o que é? Acne e foliculite causam esse quadro? Peeling químico, depilação a laser: como cuidar da pele sensível após esses procedimentos no verão? Envelhecimento precoce antes dos 30: como tratar e prevenir manchas, flacidez e rugas na pele
Ver mais

escolha a loja de sua preferência