Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Guia completo do retinol: o que é, como usar na rotina de cuidados com a pele, pode ser usado de dia? Saiba +!

Você sabe tudo sobre o retinol? Confira a matéria e entenda mais sobre o ativo / Foto: Shutterstock
Você sabe tudo sobre o retinol? Confira a matéria e entenda mais sobre o ativo / Foto: Shutterstock

Redação por Livia Dambrosio

Retinol: com certeza você já ouviu falar sobre esse ativo poderoso do skincare, certo? Além de ser um excelente aliado contra rugas, flacidez e linhas de expressão, esse derivado da Vitamina A ainda consegue tratar espinhas, manchas e cicatrizes. Curiosa para saber mais sobre essa substância? Confira o guia completo que o DermaClub preparou!

1. O que é retinol?

A dermatologista Flávia Ravelli, de São Paulo, esclarece: “também conhecido como vitamina A, essa substância, que está presente na formulação de diversos dermocosméticos. Ao ser absorvida pela pele, se transforma em ácido retinóico - como é chamado quando assume a sua forma ativa ácida capaz de se ligar aos receptores na pele e promover os tão desejados efeitos no tratamento anti-idade.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

A principal característica do ácido retinóico é estimular a renovação da pele, melhorar a sua luminosidade, textura e firmeza, além de suavizar a aparência dos poros dilatados. A médica ainda reforça que o ativo é capaz de amenizar espinhas: “Isso porque sua ação queratolítica - acelera a renovação celular, eliminando as células mortas na superfície da pele, responsável por entupir os poros -, otimiza a penetração de outros produtos na rotina de cuidados e ainda ajuda a reduzir a oleosidade do rosto”, garantiu.

2. 9 benefícios de um produto com retinol para a pele

- Ajuda a diminuir a formação de cravos e espinhas;
- Promove uma leve (e quase imperceptível) esfoliação, que ajuda a eliminar as células mortas da pele;
- Como consequência, facilita a penetração de outras substâncias;
- Com isso, o tratamento, seja ele hidratante ou anti-idade, se torna ainda mais eficaz;
- O retinol também, deixando a pele mais luminosa;
- Tem efeito clareador e colabora para o tratamento de manchas na pele;
- Auxilia na produção de fibras de colágeno e elastina, que melhora a flacidez e rugas;
- Esse benefício também suaviza as cicatrizes e marcas de acne;
- Reduz o tamanho dos poros e controla a oleosidade.

Produtos relacionados

3. Saiba como incluir o retinol na sua rotina de cuidados com a pele

Como ele é um ativo que ajuda a preparar a pele para receber outros tratamentos e facilitar a penetração de outros produtos, o retinol pode ser aplicado depois da limpeza da pele e antes da hidratação.

4. Podemos usar um produto com retinol pela manhã?

Segundo a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, os produtos à base de retinol podem ser usados de manhã, mas são comumente incorporados na rotina noturna - isso vai depender da recomendação do próprio dermocosmético ou do dermatologista que o receitou. Porém, se o paciente preferir optar pela aplicação durante o dia, é importante fazer isso com um filtro solar com FPS muito alto (de 50 ou mais), a fim de evitar qualquer irritação na pele. O cuidado deve ser redobrado em dias de maior incidência solar, principalmente se houver sensibilidade na região pelo uso do ácido.

Mas, mesmo se usado a noite, recomenda-se lavar o rosto pela manhã e fazer o uso diário e regular do protetor solar.

5. O que pode e não pode ser usado junto com o retinol?

Combinar o retinol com certos produtos pode não ser uma boa ideia. Quando o ativo é usado em conjunto com o AHA ou ácido salicílico, indicados no tratamento contra acne, o rosto pode reagir, provocando vermelhidão e outros sinais de irritação no local aplicado.

Se você deseja usar o retinol em conjunto com outros ativos, prefira os mais calmantes e hidratantes, como o ácido hialurônico, vitamina B5 e a água termal.

6. Quem tem a pele sensível pode usar retinol?

O ativo costuma ser bem tolerado pelos pacientes, porém, quem tem uma pele com tendência à sensibilidade, precisa ficar atento quanto ao uso do retinol, que juntamente com outros produtos ou em tratamentos dermatológicos, pode apresentar sinais de irritação. “Normalmente, o resultado é vermelhidão, sensação de repuxamento e descamação - quando esses sinais acontecem, é preciso suspender o uso do produto e abusar da hidratação e da proteção solar”, atentou a Drª Lilia. Outra opção é optar por um produto com retinol indicado para pele sensível. Desta forma sua pele não vai sofrer com irritações.

7. É comum o retinol causar descamação na pele, como se fosse um peeling?

Muita gente acha que, por realizar uma pequena esfoliação na pele, é comum o retinol causar irritação ou descamação. Geralmente, o tratamento não provoca nenhum tipo de reação. Caso, o paciente apresente esses sinais, é necessário suspender o uso temporariamente e visitar um dermatologista. Para evitar reações como essas, invista em um produto retinol com ativos calmantes.

Lembre-se: o ideal é usar um produto que seja eficaz sem maltratar o rosto.

8. Quem pode e quem não pode fazer uso do retinol?

Vetado: gestantes.

Autorizado com atenção: pessoas com rosácea e com pele sensível só podem usar produtos com retinol que tenham em sua fórmula ativos calmantes.

Autorizado: quem não possui nenhuma dessas necessidades, mas principalmente, para pacientes que buscam uma ação antirrugas.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Publicada em: 29 de Maio de 2019
Modificada em: 21 de Julho de 2021

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Manchas na pele

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Manchas na pele

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Manchas na pele

Qual é o melhor retinol? Como escolher o produto ideal para a pele com manchas, rugas e linhas de expressão

Qual é o melhor retinol? Como escolher o produto ideal para a pele com manchas, rugas e linhas de expressão

Manchas na pele

Vitamina C para o rosto e niacinamida: podem ser usadas juntas? Ajudam no tratamento de manchas na pele?

Vitamina C para o rosto e niacinamida: podem ser usadas juntas? Ajudam no tratamento de manchas na pele?

Manchas na pele

Micropigmentação para tratamento de manchas, sardas, vitiligo... Dermatologista explica os benefícios

Micropigmentação para tratamento de manchas, sardas, vitiligo... Dermatologista explica os benefícios

Manchas na pele

Últimas Matérias

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele Kit skincare outono/inverno com Cicaplast Baume B5 e Cicaplast Lábios para prevenir a pele ressecada Água termal para rosácea, dermatite atópica... 5 doenças de pele em que o produto é necessário
Ver mais

escolha a loja de sua preferência