Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Peeling: químico, físico, de cristal... Para que serve, benefícios, tipos, cuidados e passo a passo

Saiba tudo sobre peeling químico, físico, de diamante entre outros / Foto: Shutterstock
Saiba tudo sobre peeling químico, físico, de diamante entre outros / Foto: Shutterstock

Redação por Livia Dambrosio

Conhecido como um tratamento para rugas, manchas na pele e espinhas, o peeling é um procedimento que ajuda a cuidar das camadas superficiais até as mais profundas da pele. A técnica possui diversos tipos e pode ser feita com uma variedade de ativos, como o ácido glicólico, salicílico e retinóico. Você sabe todos os benefícios dessa limpeza profunda de pele? Conhece os cuidados que devem ser feitos após o procedimento? O DermaClub conversou com alguns dermatologistas, que esclareceram todos as dúvidas sobre peeling.

1. O que é peeling?

O peeling, que vem do termo inglês “descascar”, é um procedimento que tem várias funções na rotina dermatológica. De acordo com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo, “o procedimento promove a descamação e a renovação da derme e, dependendo da substância utilizada, ele terá efeito de maior ou menor profundidade - superficial, médio ou profundo”, esclareceu.

2. Quais os tipos de peeling?

Peelings físicos: considerados mais superficiais e possuem um efeito de esfoliação que favorece a renovação da pele e aumenta a penetração de ativos. Pode ser usado de forma isolada ou combinada com peelings químicos. Esta técnica é indicada principalmente para o tratamento de cravos no rosto e estrias corporais. São os peelings de cristal, diamante, ultrassom ou microdermoabrasão.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Peelings químicos: podem ser muito superficiais, superficiais, médios e profundos, de acordo com a indicação e o objetivo do tratamento. Entre os ativos mais comuns, estão o ácido retinóico, ácido salicílico, tricloroacético, solução de jessner, ácido glicólico, 5-fluoracil e o peeling de fenol. Existem máscaras com efeito de peeling químico que podem ser feitas em casa.

3. Quais os benefícios do peeling?

- Renovar a pele;
- Melhorar a textura;
- Fechar os poros;
- Clarear manchas na pele, como melasma;
- Amenizar lesões de acne, cravos e espinhas;
- Tratar estrias;
- Melhorar a aparência de cicatrizes de acne;
- Controlar o envelhecimento.

5. Em quais partes do corpo podemos fazer peeling?

De acordo com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, embora esse procedimento seja mais realizado no rosto, o peeling pode ser feito em outras regiões do corpo: “No colo para tratar os sinais de envelhecimento, em áreas com estrias (como nos glúteos), e até para queratose pilar”, explicou. Para que seja feito com segurança e tenha um resultado eficaz, é fundamental avaliar de forma criteriosa a indicação, o tipo mais adequado e a agressividade do procedimento a ser realizado.

6. Como preparar a pele para fazer peeling?

Os cuidados do peeling devem começar antes de iniciar o procedimento. A Drª Juliana Jordão, de Curitiba, diz que no caso de peelings para manchas, indica o uso de cremes clareadores em associação com ácido retinóico para melhores resultados. A profissional também indica fazer sempre uma avaliação junto ao seu dermatologista que recomendará o preparo mais adequado para o seu tipo de pele.

7. Cuidados com a pele após o peeling

1- Após o peeling, é importante usar um filtro solar com FPS alto com amplo espectro, para proteger a pele da radiação solar e da luz visível;

2- Lavar a pele com sabonetes neutros, sem parabenos ou substâncias com perfume, a fim de evitar irritação na área;

3- Usar um fortalecedor concentrado diário para fortalecer a barreira cutânea e ajudar na renovação hidratando a pele ao mesmo tempo.

4- Não puxar ou arrancar a pele que está descamando para evitar cicatrizes;

5- Borrifar água termal para acalmar a pele e evitar a vermelhidão e ardência da região;

6- Fazer compressas geladas de soro fisiológico para prevenir o inchaço;

Não deixe de voltar ao dermatologista após o tempo indicado de retorno para maiores recomendações.

8. Mitos e verdades sobre peeling

8. 1. O peeling não pode ser feito no verão

Mito. Existe uma variedade de tipos e concentrações diferentes de peeling que são recomendados em qualquer época do ano. Alguns deles com ácido salicílico, indicados para tratar oleosidade da pele e acne e podem ser feitos no verão. Porém, é importante frisar o uso do protetor solar após o procedimento para evitar queimaduras e manchas.

8. 2. Grávidas não podem fazer peeling.

Verdade. Não sabemos os riscos que o peeling pode causar neste caso. Por outro lado, as grávidas podem fazer tratamentos anti-oleosidade ou para clarear manchas com máscaras faciais específicas.

8. 3. Quem tem pele negra não pode fazer peeling

Mito. Quem tem pele negra pode fazer peeling sim, mas a concentração e o tipo do ácido devem ser avaliados com antecedência. Além disso, é sempre importante fazer esse procedimento com um dermatologista para evitar manchas, irritação e queimaduras.

Dermatologistas:

Drª. Juliana Jordão // CRM: 23783

Graduada pela Faculdade Evangélica do Paraná e especialista em dermatologia pelo Hospital Universitário Evangélico de Curitiba e em Clinical Fellowship em Laserterapia na Bélgica. É membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Atualmente ministrando aulas de Laserterapia e Cosmiatria nos Congressos Brasileiro de Dermatologia, de Cirurgia Dermatológica, Simpósio Anual de Cosmiatria e Laser, entre outros. Além de aplicar treinamento em Fotodermatologia para outros médicos dermatologistas em diversas cidades do Brasil.

Drª. Lilia Guadanhim // CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Drª. Flávoa Alvim Sant'Anna Addor // CRM: 66293

Dra. Flávia Addor é dermatologista formada pela Santa Casa de São Paulo, com mestrado no Departamento de Dermatologia da Universidade de São Paulo e extensão universitária na Vrije university (Bruxelas). É membro da Academia Americana de Dermatologia e sócia titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Além disso, a médica fez parte do corpo docente da Universidade de Santo Amaro em São Paulo.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 28 de Novembro de 2018
Modificada em: 13 de Abril de 2021

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Verão e ar-condicionado: rotina de skincare e cuidados para evitar o ressecamento da pele

Verão e ar-condicionado: rotina de skincare e cuidados para evitar o ressecamento da pele

Rosto

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Rosto

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Rosto

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Rosto

Como tirar oleosidade do rosto no verão: produtos + rotina de skincare para pele oleosa com cravos e espinhas

Como tirar oleosidade do rosto no verão: produtos + rotina de skincare para pele oleosa com cravos e espinhas

Rosto

Sabonete para acne: conheça o melhor produto para o rosto + rotina de skincare para cravos e espinhas

Sabonete para acne: conheça o melhor produto para o rosto + rotina de skincare para cravos e espinhas

Rosto

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais