O ácido hialurônico é um ativo que possui muitos benefícios para a pele. Embora seja uma substância natural já presente na camada cutânea, com o tempo, o nosso corpo tende a perder esse ingrediente, o que acaba proporcionando flacidez, linhas de expressão e rugas no rosto. Por isso, é tão importante repor essa substância através do uso tópico de dermocosméticos e também do preenchimento - você sabe tudo sobre esse procedimento estético? O DermaClub entrevistou a dermatologista Christiane Gonzaga, do Rio de Janeiro, que esclareceu as principais dúvidas sobre o tratamento. Veja só!

O que é o preenchimento com ácido hialurônico?

De acordo com a médica, é uma técnica utilizada para repor o volume em uma determinada parte do rosto ou para atenuar aqueles sulcos bem profundos, também chamados de rugas estáticas. “Tem por objetivo redefinir contornos da face - queixo, mandíbula, nariz, maçãs do rosto - e tratar rugas fundas, como os sulcos naso-labiais - conhecidos como ‘bigode chinês’ - e sulco naso-jugal - as famosas olheiras. Também pode ser usado para repor volume de regiões como lábios e mãos”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Como esse procedimento é feito?

Através da aplicação injetável do ácido hialurônico na região a ser tratada. A Dra. Christiane explica os detalhes: “É usada uma agulha bem pequena e fina, já que as injeções são superficiais, causando pouca ou nenhuma dor nos pacientes. Antes, é aplicado um anestésico tópico para garantir mais conforto”, especificou.

Além de ser usado como um preenchedor, o ácido pode utilizado como um reforço na hidratação da pele e, devido ao avanço da biotecnologia, o seu uso foi se desenvolvendo e se tornando cada vez mais seguro, tudo porque é considerada uma substância reabsorvível e biocompatível.

Quais cuidados devemos ter com a pele antes de passar pela técnica?

Assim como em todo procedimento, a dermatologista recomenda a análise do paciente para avaliar possíveis alergias e contra-indicações: “O ácido hialurônico, por ser uma substância natural, é reabsorvível e biocompatível, o que garante poucas chances de reações adversas. Se o paciente realiza algum tratamento com ácidos na rotina de skincare, o uso deve ser descontinuado alguns dias antes e depois do procedimento”, avisou.

Quais cuidados devemos ter com a pele após a aplicação?

Após a aplicação, é comum o paciente apresentar leve dor, inchaço e hematoma no local, sintomas que desaparecem em uma semana. “Para diminuir o desconforto, é recomendado aplicar uma compressa de gelo durante 15 minutos nas primeiras 24 horas. Também evite a exposição solar durante a fase com hematomas para evitar manchas”, explicou.

Posso fazer preenchimento com ácido hialurônico? Conheça as indicações:

O ácido hialurônico pode ser usado em cosméticos ou no preenchimento facial. Os cremes devem ser passados diariamente, de acordo com a indicação do seu dermatologista, mas é claro que o preenchimento garante um resultado ainda mais rápido. “O efeito é imediato logo após o procedimento, durando entre 6 e 18 meses, dependendo do organismo de cada pessoa, da quantidade da substância e da profundidade e quantidade de rugas”, garantiu.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.