Main content

4 Hábitos que pioram a dermatite seborreica no couro cabeludo

Dermatite Seborreica No Couro Cabeludo 4 Habitos Que Podem Estar Piorando Essa Doenca De Pele | Acesse o Blog Dermaclub para Mais Dicas!
10 abr 2018

A dermatite seborreica seguida por caspa é um problema muito comum. Se você sente muita coceira na cabeça e nota alguns flocos brancos espalhados na raiz dos fios, é importante ficar atento e procurar tratamento o quanto antes para interromper a evolução dessa condição. 

Da mesma forma que existem cuidados capazes de amenizar a dermatite seborreica, muitos hábitos que praticamos diariamente - aparentemente inofensivos - também podem estar piorando essa doença. O Dermaclub conversou com a dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro, que listou quatro fatores agravantes para esse problema de pele. Veja só!

O que é dermatite seborreica?


A dermatite seborreica é uma condição inflamatória da pele que causa escamas e coceiras. Ela afeta principalmente o couro cabeludo, rosto e áreas oleosas do corpo. As escamas podem ser brancas ou amareladas, e a coceira e vermelhidão são comuns. 

Embora não seja grave, pode ser desconfortável e afetar a qualidade de vida. Procurar orientação médica é importante para obter um diagnóstico preciso e o tratamento adequado, que pode incluir o uso de shampoos especiais e medicamentos tópicos. Cuidados diários e controle da oleosidade também podem ajudar a aliviar os sintomas.

Como identificar dermatite seborreica?


Os sintomas da dermatite seborreica podem se manifestar de diferentes formas, mas geralmente incluem o surgimento de escamas de cor branca ou amarelada em áreas como couro cabeludo, sobrancelhas, rosto, orelhas ou peito. Essas escamas podem ser acompanhadas por uma sensação intensa de coceira, deixando a pele irritada e avermelhada. 

Para muitas pessoas, a dermatite seborreica pode ser um incômodo frequente, especialmente em momentos de maior estresse ou variações climáticas. A pele oleosa é um fator de risco para o desenvolvimento dessa condição, e é por isso que áreas com maior produção de óleo, como o couro cabeludo, são comumente afetadas. Embora a dermatite seborreica não seja uma condição grave, ela pode afetar significativamente a qualidade de vida das pessoas que a possuem. 

A coceira persistente pode ser irritante e causar constrangimento, especialmente quando ocorre em áreas visíveis do corpo. É importante lembrar que a dermatite seborreica não é contagiosa e que existem tratamentos disponíveis para ajudar a aliviar os sintomas. Um dermatologista pode fornecer um diagnóstico preciso e orientar sobre as opções de tratamento mais adequadas para cada caso. Isso pode incluir o uso de shampoos especiais, medicamentos tópicos ou cuidados específicos com a pele. 

Saiba como eliminr a dermatite seborreica

O que causa dermatite seborreica?


A causa exata da dermatite seborreica não é totalmente compreendida, mas acredita-se que diversos fatores contribuam para o seu desenvolvimento. Como não lavar o cabelo regularmente, usar boné, tratamentos químicos, entre outros. 

Não lavar o cabelo regularmente aumenta as chances de ter caspa


Um couro cabeludo saudável é um couro cabeludo limpo. Não lavar o cabelo regularmente pode refletir no aumento da oleosidade e, consequentemente, na piora da dermatite seborreica e na formação da caspa. Entretanto, essa higiene acaba variando de acordo com o tipo do cabelo de cada paciente. 

Para quem tem os fios mais oleosos, o indicado é realizar esse ritual todos os dias. Já quando se trata de um
couro cabeludo mais seco e sensível, vale espaçar esse intervalo de tempo de acordo com o período recomendado pelo seu dermatologista.

Usar boné com frequência agrava a dermatite seborreica


Segundo a Dra. Vanessa, quem usa esses acessórios diariamente pode estar colaborando para a piora da dermatite seborreica. “Usar chapéus e bonés com muita frequência aumenta a produção de suor e, consequentemente, a incidência de caspa. Além disso, o abafamento do couro cabeludo colabora para a proliferação do fungo Malassezia furfur - um dos causadores da dermatite seborreica”, esclareceu. 

Mas você não precisa abrir mão desses itens para sempre: basta maneirar na frequência do uso e deixar a região respirar um pouco.

Tratamentos químicos, como escovas progressivas


Quem faz escova progressiva ou outros tratamentos químicos similares que proporcionam a selagem dos fios, muitas vezes percebe uma descamação intensa no couro cabeludo. 

A dermatologista explica que isso é comum e não é por acaso: “O sebo que vem da raiz do cabelo não consegue passar para o comprimento dos fios por conta da selagem dos produtos, ficando mais retido no couro”. Por conta desse excesso de oleosidade na região, o quadro de dermatite seborreica agrava, resultando em uma quantidade maior de caspa.

O uso demasiado de ferramentas quentes, como secadores e chapinhas


O calor excessivo vindo desses acessórios pode causar irritação e aumento da oleosidade no couro cabeludo, o que acaba refletindo na piora da dermatite seborreica e, consequentemente, na proliferação da caspa. Portanto, é bom evitar o contato direto destas fontes de calor com a raiz do cabelo: o ideal é manter a distância de, pelo menos, 20 centímetros do couro.

 

O que fazer para eliminar dermatite seborreica?


A dermatite seborreica não tem cura definitiva, mas pode ser controlada e seus sintomas aliviados. Utilize shampoos e produtos capilares que contenham ingredientes como piritionato de zinco, sulfeto de selênio ou cetoconazol. Esses componentes ajudam a controlar o fungo Malassezia, responsável pela condição.

Lave o cabelo e áreas afetadas com dermatite seborreica regularmente, mas evite lavagens excessivas, pois podem piorar os sintomas. Use água morna e evite água muito quente, que pode ressecar a pele. É muito importante que, mesmo que a coceira seja intensa, você não coce a pele, pois coçar pode piorar a inflamação. Tente evitar coçar e, se necessário, use compressas frias para aliviar a coceira. 

Por fim, caso os sintomas persistam ou piorem, consulte um dermatologista para uma avaliação precisa e indicação de tratamentos específicos, como medicamentos tópicos ou orais.

O que faz piorar a dermatite seborreica?


Vários fatores podem piorar a dermatite seborreica, desencadeando ou agravando os sintomas da condição. Alguns dos principais são:

  • Estresse: situações de estresse e ansiedade podem aumentar a inflamação e agravar os sintomas da dermatite seborreica.
  • Clima e temperatura: alterações sazonais, como tempo frio e seco, podem desencadear ou piorar a condição.
  • Lavagens excessivas: Lavar o cabelo e a pele em excesso pode ressecar a pele e causar irritação, piorando a dermatite seborreica.
  • Produtos químicos agressivos: O uso de produtos capilares ou de cuidados com a pele que contenham corantes, fragrâncias ou componentes irritantes pode agravar a condição.
  • Dieta desequilibrada: Alguns estudos sugerem que uma dieta rica em gorduras saturadas e pobres em nutrientes pode estar associada ao agravamento da condição.

É importante observar os fatores que podem estar agravando a dermatite seborreica em cada caso específico, pois a identificação e o controle desses elementos podem contribuir para uma melhora nos sintomas. 

Quais alimentos pioram a dermatite seborreica?


Embora a relação entre a alimentação e a dermatite seborreica não seja totalmente compreendida, alguns alimentos têm sido associados ao agravamento dos sintomas em algumas pessoas. É importante ressaltar que a resposta a esses alimentos pode variar de pessoa para pessoa, e nem todos os indivíduos com dermatite seborreica serão afetados da mesma maneira. Alguns alimentos que podem piorar a dermatite seborreica incluem:

  • Alimentos ricos em gorduras saturadas: Estudos indicam que uma dieta rica em gorduras saturadas, como aquelas encontradas em carnes vermelhas, manteiga, queijos gordurosos e alimentos fritos, pode estar associada a um aumento na inflamação e, consequentemente, ao agravamento dos sintomas.
  • Carboidratos refinados e açúcares: Alimentos com alto índice glicêmico, como doces, bolos, refrigerantes e pães brancos, podem estar relacionados ao aumento da inflamação e podem agravar a dermatite seborreica em algumas pessoas.
  • Leite e laticínios: Alguns estudos sugerem que o consumo de leite e produtos lácteos pode estar associado a um maior risco de desenvolver dermatite seborreica ou piorar os sintomas em algumas pessoas.
  • Álcool: O consumo excessivo de álcool pode afetar a saúde da pele e agravar os sintomas da dermatite seborreica em algumas pessoas.

Embora esses alimentos possam estar associados ao agravamento da dermatite seborreica em algumas pessoas, é importante lembrar que cada caso é único. Algumas pessoas podem encontrar alívio dos sintomas ao evitar esses alimentos, enquanto outras podem não notar diferença significativa. Caso você suspeite que sua dieta esteja influenciando seus sintomas de dermatite seborreica, é recomendado consultar um dermatologista ou um nutricionista para obter orientações personalizadas e adequadas ao seu caso. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode contribuir para a saúde da pele e ajudar no controle da condição.

É possível acabar com a dermatite seborreica?


A dermatite seborreica não possui uma cura definitiva, mas é possível controlar e aliviar os sintomas de forma eficaz em muitos casos. Com o tratamento adequado e a adoção de cuidados específicos, é possível melhorar significativamente a condição e reduzir o desconforto causado pela dermatite seborreica.

O tratamento geralmente inclui o uso de shampoos e produtos capilares com ingredientes específicos, como piritionato de zinco, sulfeto de selênio ou cetoconazol, que ajudam a controlar a proliferação do fungo Malassezia e reduzir a inflamação. Além disso, medicamentos tópicos ou orais podem ser prescritos em casos mais graves ou resistentes.

Cuidados com a higiene e a pele, evitando lavagens excessivas e o uso de produtos químicos agressivos, também são importantes para evitar a irritação e o agravamento dos sintomas.

É fundamental consultar um dermatologista para um diagnóstico preciso e para obter um plano de tratamento adequado, adaptado às necessidades individuais de cada pessoa. O acompanhamento médico é essencial para garantir que o tratamento esteja sendo eficaz e para fazer ajustes conforme necessário.

Como lavar o cabelo com dermatite seborreica?


Lavar o cabelo corretamente é essencial para cuidar da dermatite seborreica no couro cabeludo. Opte por shampoos especialmente formulados para dermatite seborreica, que contenham ingredientes como piritionato de zinco, sulfeto de selênio ou cetoconazol. Esses componentes ajudam a controlar o fungo Malassezia e reduzir a inflamação.

A frequência de lavagem pode variar dependendo da gravidade dos sintomas e do tipo de cabelo. Geralmente, é recomendado lavar o cabelo duas a três vezes por semana, evitando lavagens diárias, pois podem ressecar o couro cabeludo. Use água morna para lavar o cabelo, evitando água muito quente, que pode agravar a irritação.

Ao aplicar o shampoo, massageie suavemente o couro cabeludo com as pontas dos dedos, em movimentos circulares. Evite esfregar vigorosamente, pois isso pode aumentar a irritação.

Certifique-se de enxaguar completamente o shampoo do cabelo, para evitar acúmulo de resíduos que podem irritar o couro cabeludo. Se você usar condicionador, aplique-o apenas nas pontas do cabelo e evite a raiz e o couro cabeludo.

Após lavar o cabelo, seque-o com uma toalha delicadamente, sem esfregar. Evite usar o secador de cabelo com ar muito quente, pois isso pode ressecar o couro cabeludo.

Pentear: Use um pente de dentes largos para pentear o cabelo, evitando puxar ou irritar o couro cabeludo.

Qual melhor shampoo para quem tem dermatite seborreica?


O Shampoo Anticaspa Vichy é uma excelente opção para quem sofre com dermatite seborreica. Sua fórmula exclusiva contém piritionato de zinco, um ingrediente comprovadamente eficaz no combate ao fungo Malassezia, responsável pelo surgimento da condição.

Este shampoo suave e de pH balanceado limpa suavemente o couro cabeludo, ajudando a reduzir a coceira, a descamação e a vermelhidão associadas à dermatite seborreica. Além disso, sua ação anti-inflamatória contribui para acalmar a pele irritada.

Os resultados com o Shampoo Anticaspa Vichy são notáveis desde as primeiras aplicações, proporcionando alívio imediato dos sintomas incômodos. Seu uso regular ajuda a manter a saúde do couro cabeludo, prevenindo recorrências da dermatite seborreica.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 10 de Abril de 2018
Modificada em: 18 de Agosto de 2023

Clube de Vantagens

 

 

 

 

Image
 

palavra do dermatologista

DRA. VANESSA METZ
CRM: 52794953

Dra. Vanessa Metz é especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada em medicina pela Faculdade Souza Marques e pós-graduada em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi vice-presidente da Associação dos Dermatologistas da UERJ (ADUERJ) no ano de 2009 e professora substituta do serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto no ano de 2010. É sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Está em constante atualização participando de cursos e congressos no Brasil e exterior para trazer aos seus pacientes o que há de mais moderno.
 
 

Image

palavra do dermatologista

DRA. VANESSA METZ
CRM: 52794953

Dra. Vanessa Metz é especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada em medicina pela Faculdade Souza Marques e pós-graduada em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi vice-presidente da Associação dos Dermatologistas da UERJ (ADUERJ) no ano de 2009 e professora substituta do serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto no ano de 2010. É sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Está em constante atualização participando de cursos e congressos no Brasil e exterior para trazer aos seus pacientes o que há de mais moderno.
 
Orientation message
For the best experience, please turn your device