Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Acne adulta x adolescente: conheça as diferenças e saiba como tratar cada tipo

O tratamento de espinhas em adultos é diferente do realizado nos jovens
O tratamento de espinhas em adultos é diferente do realizado nos jovens

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

O surgimento da acne é, geralmente, relacionado às mudanças hormonais, má alimentação e estresse. No entanto, no imaginário popular, há a crença de que as espinhas somente aparecem na pele durante a adolescência. Por isso, o DermaClub te explica a diferença entre a acne adulta e a que acontece no período da puberdade. Confira!

Adulto também pode ter espinha?

Segundo a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, as espinhas são comuns na adolescência por causa da produção hormonal acelerada. Já na fase adulta, aparecem a partir dos 25 anos e pode tanto ser inédita, como decorrente de um quadro desencadeado desde a puberdade. “Nesse período, costuma ter relação com a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), que causa irregularidade menstrual. A localização das lesões na pele é muito característica e acontece, principalmente, na região da mandíbula e queixo. Além disso, são inflamatórias, com pouca presença de cravos”, explicou.

Qual a diferença de tratamento nos dois casos?

Criar uma rotina de cuidados e ter disciplina é essencial para tratar o problema, independente da faixa etária. De acordo com a dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, para tratar a pele jovem costuma-se optar por soluções mais brandas, como tônicos e sabonetes específicos. “A isotretinoína, por exemplo, é uma medicação que exige muito cuidado por parte do paciente e, muitas vezes, o adolescente não consegue assumir esse compromisso”, alertou. Já no caso de adultos pode-se investir em antibióticos via oral e tratamentos como laser, peelings e terapia fotodinâmica.

Descubra como prevenir o aparecimento de manchas decorrentes da acne

Uma das maiores reclamações de quem tem acne são as manchas que podem ficar na pele. Por isso, fique atento às duas dicas principais para evitar o problema!

1) Não esprema a espinha! Quando você faz isso, corre o risco de que as bactérias que ficam embaixo da unha entrem na lesão, deixando o local inchado, dolorido e com marcas;

2) Invista em cuidados diários! Higienize a pele diariamente e aposte em produtos que controlem o excesso de oleosidade .

Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 10 de Outubro de 2016
Modificada em: 20 de Julho de 2021

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Produtos para pele oleosa: conheça os 4 melhores para combater a oleosidade, cravos e espinhas

Produtos para pele oleosa: conheça os 4 melhores para combater a oleosidade, cravos e espinhas

Acne e espinha

Como acabar com as espinhas? Veja algumas opções de tratamentos para sua skincare

Como acabar com as espinhas? Veja algumas opções de tratamentos para sua skincare

Acne e espinha

É verdade que as espinhas no rosto são mais comuns no verão? Por quê?

É verdade que as espinhas no rosto são mais comuns no verão? Por quê?

Acne e espinha

Retinóides: saiba como essas substâncias regulam a oleosidade da pele e ajudam a evitar cravos e espinhas

Retinóides: saiba como essas substâncias regulam a oleosidade da pele e ajudam a evitar cravos e espinhas

Acne e espinha

Vitamina C para pele oleosa e com acne: qual é o produto mais indicado?

Vitamina C para pele oleosa e com acne: qual é o produto mais indicado?

Acne e espinha

Protetor solar para o rosto: para que serve? A importância do produto na pele com manchas, marcas e espinhas

Protetor solar para o rosto: para que serve? A importância do produto na pele com manchas, marcas e espinhas

Acne e espinha

Últimas Matérias

Vitamina C para o rosto: para que serve? 4 funções do produto para a pele Niacinamida e vitamina C podem ser usadas juntas? Descubra os benefícios desses ativos Como hidratar a pele sensível? Conheça os principais cuidados com a hidratação deste tipo de pele Qual é o melhor ácido hialurônico para a pele? Shampoo para queda de cabelo: para que serve? Como usar? Qual é o mais indicado? Sentir coceira na pele pode ser resultado da falta de hidratação?
Ver mais

escolha a loja de sua preferência