Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Álcool x pele: a desidratação é apenas um dos danos que as bebidas oferecem à pele; conheça outros!

O excesso de álcool no organismo favorece, principalmente, o envelhecimento precoce
O excesso de álcool no organismo favorece, principalmente, o envelhecimento precoce

Entrevista com Dra. Tatiana Nogueira Matos , membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

É comum tomar drinks em comemorações, festas, barzinho com os amigos ou em jantares especiais. Mas, você já parou para pensar nos danos que as bebidas alcoólicas podem causar à pele? Em conversa com a dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, Bahia, o Dermaclub descobriu que o excesso de álcool no organismo favorece, principalmente, o envelhecimento precoce.

Por que a bebida alcoólica causa ressecamento na pele?

Para a médica, o primeiro dano que o álcool causa à pele é o ressecamento. Isso porque é preciso metabolizar corretamente a bebida e, nesse processo, perde-se água de tecidos corporais, como a pele. Então, é essencial beber água entre um copo e outro! “De qualquer forma, é preciso cuidado com o consumo excessivo, já que ele implica diretamente no aumento da formação de radicais livres”, disse.

Perda de viço, rugas e vermelhidão são alguns dos efeitos do álcool na pele

Com a desidratação e a produção dos radicais livres em alta, os principais efeitos observados são a falta de luminosidade, perda de viço e firmeza, vermelhidão, além do aparecimento de rugas e linhas finas a longo prazo. “Quem tem pele oleosa ainda pode ser afetado, porque os poros tendem a ficar ainda mais abertos, deixando o rosto inchado. Já para pacientes com rosácea também sugiro que evitem opções fermentadas, como cerveja e vinho, que favorecem a dilatação dos vasos capilares, conferindo vermelhidão e sensibilidade”, recomendou.

O que acontece na pele quando interrompemos o consumo de bebidas alcoólicas?

Se você quer manter a pele saudável, evitar beber cerveja, vinho ou drinks em excesso é um dos primeiros passos. “Depois disso, o sistema imunológico fica mais forte, e a pele também volta a ficar mais luminosa e hidratada”, contou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 10 de Maio de 2017
Modificada em: 20 de Julho de 2021

Dra. Tatiana Nogueira Matos

Palavra do Dermatologista

Dra. Tatiana Nogueira Matos

CRM: BA16601

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, formada pela Universidade Federal da Bahia , realizou residência em clínica médica no Hospital Santo Antônio/ Ba e dermatologia na Universidade de Santo Amaro/ São Paulo. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos nacionais e internacionais para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos

O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos

Dermatologista

O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele

O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele

Dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Dermatologista

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Dermatologista

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Dermatologista

Últimas Matérias

Rotina fácil de cuidados com a pele durante o inverno: 9 produtinhos para você apostar na estação Saiba quais cuidados são importantes na hora de fazer a hidratação da pele seca e sensível Como disfarçar marcas de espinhas: passo a passo para esconder as cicatrizes e manchas de acne Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam
Ver mais

escolha a loja de sua preferência