Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Manchas na pele, rugas, flacidez, ressecamento... 5 danos causados pelo cigarro e como recuperar a pele

Saiba como recuperar os danos na pele causados pelo cigarro / Foto: Shutterstock
Saiba como recuperar os danos na pele causados pelo cigarro / Foto: Shutterstock

Entrevista com Dra. Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

O surgimento da flacidez, rugas e de manchas na pele são efeitos do envelhecimento natural. No entanto, muitas vezes esse processo é acelerado por conta do uso do cigarro. Para fazer um alerta aos malefícios do tabagismo, o DermaClub conversou com a dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo, que enumerou os 5 danos mais agravantes que o fumo pode causar à pele, além de explicar como recuperar a região desses problemas. Veja só!

1) Manchas na pele

O cigarro contém mais de 4 mil substâncias tóxicas, mas aquela que mais prejudica a pele é a nicotina. Esse ingrediente, além de fazer mal a todo o organismo, causa também a formação de manchas na pele, principalmente para os fumantes que tem a pele clara. “Essas pessoas acabam tendo uma somatória de prejuízos do cigarro com as agressões do sol, pois são mais suscetíveis aos danos da radiação devido à carência de melanina, o que acaba acelerando ainda mais o envelhecimento precoce”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Rugas e flacidez

Além disso, a Dra Carolina conta que a nicotina também causa a vasoconstrição - processo que gera a diminuição do fluxo sanguíneo na pele, prejudicando toda a sua parte nutricional. “Essa isquemia forma uma lesão nas fibras elásticas e diminui a síntese do colágeno, fazendo com que as rugas apareçam”, explicou

3) Ressecamento da pele

Quem fuma também percebe que a pele perde muito o viço, ficando com um aspecto bem ressecado e áspero. “Esse processo se torna mais significativo nas mulheres, devido à hidroxilação do estradiol - um hormônio feminino que tem ação importante na manutenção do colágeno e na hidratação - causada pelo uso constante do cigarro”, alertou.

4) Vasos aparentes

A pele dos pacientes tabagistas possui rugas mais profundas, palidez, coloração mais acinzentada e, além disso, ela se afina mais rapidamente. Isso acaba ressaltando os vasos sanguíneos no rosto, acometendo, principalmente, as pessoas de pele clara.

5) Cabelos brancos

Além do cabelo ficar mais áspero, oleoso e opaco, o excesso de radicais livres gerado pelo uso do cigarro também acaba refletindo no surgimento de fios brancos. Isso acontece, porque o estresse oxidativo, causado pela nicotina, acaba afetando a produção de melanina no cabelo.

Como recuperar a pele dos danos causados pelo cigarro?

A Dra. Carolina garante que o melhor tratamento para converter todos esses danos é parar de fumar. “Em contrapartida, também é importante tratar a pele com uso de antioxidantes, produtos à base de retinol e substâncias que estimulam as fibras de colágeno e elastina, como o ácido hialurônico, ácido glicólico e nicotinamida”. Com esse conjunto de cuidados, é possível recuperar saúde da pele.

Dermatologista:

Drª. Carolina Reato Marçon // CRM: 113.379

Dra. Carolina Marçon é fez sua especialização em Clínica Médica pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e em Dermatologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Possui título de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Associação Médica Brasileira (AMB). Especialização em Dermatoscopia e Oncologia Cutânea no Hospital AC Camargo. Membro Titular da American Academy of Dermatology (AAD). Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Coordenadora do Programa Pró-Albino - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo/SBD.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 26 de Novembro de 2018
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Carolina Reato Marçon

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Reato Marçon

CRM: 113.379

Especialização em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Médica Colaboradora do Setor de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Coordenadora do Programa Pró-Albino; Fellowship em Cosmiatria - Dr. Zoe Draelos, Carolina do Norte - EUA; Fellowship em Tricologia - Universidade de Bolonha, Itália - Prof. Antonella Tosti; Fellowship em Dermatoscopia e Microscopia Confocal - Universidade de Modena / Reggio Emilia, Itália; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e do Colégio Ibero-Latinoamericano de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico... Quais substâncias podem ser usadas no sol e na praia?

Vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico... Quais substâncias podem ser usadas no sol e na praia?

Vitaminas

Vitamina B3 (niacinamida): o que é? Conheça a substância e o que ela pode fazer pela sua pele

Vitamina B3 (niacinamida): o que é? Conheça a substância e o que ela pode fazer pela sua pele

Vitaminas

Vitamina C ou óleo de rosa mosqueta: qual é o mais indicado para minimizar manchas da pele?

Vitamina C ou óleo de rosa mosqueta: qual é o mais indicado para minimizar manchas da pele?

Vitaminas

Anthelios Hydraox FPS 60: conheça a inovação em proteção solar anti-idade fluida de La Roche-Posay

Anthelios Hydraox FPS 60: conheça a inovação em proteção solar anti-idade fluida de La Roche-Posay

Vitaminas

Qual a melhor vitamina C para pele sensível e oleosa? Conheça Salicyli C10, de La Roche-Posay

Qual a melhor vitamina C para pele sensível e oleosa? Conheça Salicyli C10, de La Roche-Posay

Vitaminas

Vitamina C: qual a porcentagem mais indicada e o que isso significa?

Vitamina C: qual a porcentagem mais indicada e o que isso significa?

Vitaminas

Últimas Matérias

Para que serve o Cicaplast Baume B5 de LRP? 4 motivos para manter esse produto na sua nécessaire sempre! Rotina de skincare anti-idade: 4 passos práticos para prevenir e minimizar os sinais do envelhecimento Do retinol ao ácido hialurônico: 5 ativos que realmente funcionam contra as rugas Botox no rosto: 6 mitos e verdades sobre a aplicação de toxina botulínica Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam
Ver mais