Main content

Coceira no corpo: dermatologista fala o que causa e como tratar?

Saiba por que ocorre coceira no corpo e descubra soluções eficazes. Entenda os cuidados para uma pele saudável. Siga a leitura!
28 ago 2023

A coceira no corpo é uma sensação irritante que pode afetar qualquer um, causando desconforto e preocupação. Para desvendar as origens desse incômodo e oferecer insights sobre como lidar com ele, iniciamos uma investigação profunda.

Conversamos com a dermatologista Tatiana Matos e, neste artigo, vamos explorar as principais causas da coceira no corpo e nos aprofundar nas alternativas de tratamento disponíveis.

O que causa coceira no corpo?

 
A coceira no corpo pode ser desencadeada por diversas razões, incluindo reações alérgicas, ressecamento da pele, picadas de insetos, doenças de pele, estresse e até mesmo condições médicas subjacentes. Cada um desses fatores pode desencadear uma resposta inflamatória na pele, levando à sensação de coceira. 

É importante identificar a causa específica para adotar o tratamento adequado e aliviar o desconforto. 

Dermatite


A dermatite é uma inflamação da pele que pode ocorrer por diferentes razões. Essa inflamação pode resultar em vermelhidão, inchaço, descamação e, claro, coceira intensa. Existem vários tipos de dermatite, cada um com suas próprias causas e características distintas.

A coceira associada à dermatite pode ser extremamente desconfortável, mas existem maneiras de aliviar os sintomas. Evitar gatilhos conhecidos, manter a pele hidratada com loções sem fragrância e usar produtos de limpeza suaves podem ajudar. Em casos mais graves, um médico ou dermatologista pode recomendar medicamentos tópicos, orais ou terapias específicas para controlar a inflamação e a coceira.

Se você está enfrentando coceira persistente e sintomas de dermatite, é sempre recomendável consultar um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Alergia

 
Um dos sintomas comuns de alergia é a coceira intensa no corpo, que pode ser resultado do processo inflamatório desencadeado pelas histaminas. A coceira é frequentemente acompanhada por vermelhidão na pele, erupções cutâneas, inchaço e até mesmo bolhas. A sensação de coceira pode ser extremamente desconfortável e levar a um desejo constante de coçar a área afetada, o que pode piorar a irritação da pele e, em alguns casos, até causar feridas.

A alergia pode ser causada por diversos fatores, incluindo a predisposição genética, exposição repetida a alérgenos, sistema imunológico sensível e interações complexas entre genes e ambiente. As alergias podem se manifestar de diferentes maneiras, afetando o sistema respiratório, a pele, o trato gastrointestinal e outros sistemas do corpo.

O tratamento para a coceira e outros sintomas alérgicos geralmente envolve evitar a exposição ao alérgeno desencadeante sempre que possível. Além disso, medicamentos anti-histamínicos podem ser prescritos para aliviar os sintomas, reduzindo a coceira, a inflamação e outras reações alérgicas. Em casos mais graves, o médico pode recomendar terapias mais específicas, como imunoterapia, que visa reduzir a sensibilidade do sistema imunológico ao alérgeno ao longo do tempo.

Pele ressecada

  
A falta de hidratação adequada pode levar a uma diminuição na produção de óleos naturais pela pele, que normalmente ajudam a manter a barreira protetora cutânea. Quando essa barreira é comprometida, a pele perde água mais rapidamente, o que resulta em ressecamento, irritação e coceira. As áreas mais comumente afetadas incluem as mãos, os braços, as pernas e o rosto.

Para tratar a pele ressecada, é importante adotar uma rotina de cuidados com a pele que inclua medidas de hidratação e proteção. Algumas dicas úteis são:

  • Hidratação: Use regularmente um hidratante rico em ingredientes como ácido hialurônico, ceramidas e glicerina. Aplique o hidratante logo após o banho, quando a pele ainda está um pouco úmida, para ajudar a selar a umidade.
  • Banho: Evite banhos muito quentes e longos, pois a água quente pode remover os óleos naturais da pele. Opte por banhos mornos e use produtos de limpeza suaves e sem fragrâncias.
  • Uso de sabonetes suaves: Opte por sabonetes suaves e hidratantes, evitando aqueles que contêm ingredientes irritantes.
  • Uso de protetor solar: Mesmo em dias nublados, é importante usar protetor solar para proteger a pele dos efeitos nocivos dos raios UV.
  • Umidificadores: Em ambientes secos, o uso de um umidificador pode ajudar a manter a umidade do ar, o que beneficia a pele.

Se a pele ressecada persistir ou piorar apesar das medidas de cuidados pessoais, é aconselhável procurar um dermatologista. Em alguns casos, a pele ressecada pode ser um sintoma de condições dermatológicas subjacentes que requerem tratamento específico.

A coceira no corpo pode ser um incômodo desconfortável, e em muitos casos, sua origem pode estar relacionada ao uso excessivo de água quente. A água quente, embora seja relaxante e reconfortante, pode ter efeitos negativos na saúde da pele, podendo causar ou agravar a sensação de coceira.

Quando nos submetemos frequentemente a banhos com água quente, os óleos naturais presentes na camada externa da pele podem ser removidos. Esses óleos são responsáveis por criar uma barreira protetora que ajuda a reter a umidade na pele, mantendo-a hidratada e saudável. Com a remoção desses óleos, a pele fica mais suscetível a ressecamento, irritação e coceira.

A água quente também pode dilatar os vasos sanguíneos, o que pode aumentar a irritação e a vermelhidão da pele, piorando ainda mais a sensação de coceira. Além disso, a coceira pode ser agravada pela exposição prolongada à água quente, pois isso pode causar desidratação e ressecamento mais intensos da pele.

Infecções


A queda de cabelo após a infecção pelo coronavírus pode ser uma resposta temporária do organismo ao estresse que o vírus causa no corpo durante a doença. O estresse físico e emocional associado à infecção viral pode desencadear o que é conhecido como eflúvio telógeno, que é uma condição em que muitos folículos capilares entram em uma fase de repouso e posteriormente caem.

Doenças da pele


As doenças da pele, também conhecidas como dermatopatias ou dermatoses, abrangem um amplo espectro de condições que afetam a saúde e a aparência da pele, bem como das unhas e cabelos. Essas doenças podem ser causadas por uma variedade de fatores, incluindo genética, exposição ao ambiente, infecções, distúrbios imunológicos e outras causas. Vou apresentar algumas das doenças de pele mais comuns:

  • Acne: Uma condição caracterizada por espinhas, cravos e lesões inflamadas na pele, geralmente na adolescência, devido ao aumento da produção de óleo e à obstrução dos folículos capilares.
  • Dermatite Atópica: Também conhecida como eczema, é uma inflamação crônica da pele, muitas vezes associada a coceira intensa, vermelhidão e erupções cutâneas.
  • Psoríase: Uma condição autoimune que resulta em crescimento excessivo das células da pele, levando a áreas elevadas e descamativas, frequentemente acompanhadas de coceira e desconforto.
  • Micose: Infecções fúngicas que podem afetar a pele, unhas e cabelo, como a micose da virilha, pé de atleta e tinha (infecção fúngica do couro cabeludo).
  • Urticária: Uma reação alérgica que causa a formação de placas elevadas e avermelhadas na pele, frequentemente acompanhadas de coceira intensa.
  • Vitiligo: Uma doença autoimune em que as células produtoras de pigmento da pele são destruídas, resultando em manchas brancas de pele sem pigmento.
  • Rosácea: Uma condição que causa vermelhidão, inflamação e vasos sanguíneos visíveis no rosto, muitas vezes acompanhada de sensibilidade e olhos irritados.
  • Lúpus Eritematoso Sistêmico: Uma doença autoimune que pode afetar a pele, articulações, órgãos internos e outros sistemas, causando erupções cutâneas, dor nas articulações e fadiga.

É fundamental consultar um dermatologista ao suspeitar de uma doença de pele. Um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado podem ajudar a gerenciar os sintomas e promover a saúde da pele. Além disso, a adoção de práticas saudáveis de cuidados com a pele, como a proteção solar adequada, pode ajudar a prevenir várias doenças de pele.

O que fazer quando o corpo está coçando?


A dermatologista Tatiana orienta: "Primeiramente, devemos evitar ceder à tentação de coçar! O ato de coçar a pele, destrói pequenas terminações nervosas e provocam mais coceira ainda!"

"Devemos sempre hidratar bastante a pele com hidratantes sem uréia, evitar banhos quentes e o atrito da toalha. Muitas vezes se faz necessário o uso de medicações orais que aliviam a coceira, mas sempre é indicado procurar o dermatologista antes de usar esse tipo de produto".

Que tipo de alergia que coça o corpo todo?


De acordo com Tatiana Matos, a principal alergia que coça o corpo todo é a dermatite atópica. Essa doença acomete mais crianças e tem relação com a falta de proteínas (Filagrinas), que deixam a barreira cutânea comprometida. 

Além disso, alergias a medicamentos e a certas comidas também provocam coceiras pelo corpo, normalmente associada a placas elevadas e vermelhas.

Entenda como tratar a coceira no corpo
 

Como tratar a coceira no corpo?


Para tratar a coceira no corpo, é possível usar hidrantes sem uréia e evitando banhos quentes e demorados. Se isso não resolver, o paciente deve procurar o dermatologista para seguir com a investigação da causa. 

A dermatologista recomenda "evite usar cremes a base de corticóide antes da consulta, pois além de ter efeitos colaterais, vão modificar as características da pele, tornando o diagnóstico difícil". 

Hidratação


A hidratação é um tratamento essencial para manter a saúde e a aparência da pele, prevenindo o ressecamento, a coceira, e descamação e outros problemas relacionados. Quando a pele está bem hidratada, ela tende a parecer mais macia, suave e radiante. 

Alimentação


A alimentação desempenha um papel fundamental na saúde e no bem-estar do corpo, incluindo a saúde da pele. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode ajudar a melhorar a aparência da pele, prevenir problemas de pele e contribuir para a saúde geral do organismo.

Primeiramente, é recomendado consumir uma variedade de frutas e vegetais coloridos, que são ricos em vitaminas, antioxidantes e fibras. Esses nutrientes ajudam a proteger a pele contra danos causados pelos radicais livres e promovem a renovação celular.

Além disso, outra dica é incluir fontes de ácidos graxos ômega-3 em sua dieta, como peixes de água fria (salmão, sardinha), chia e linhaça. O ômega-3 ajuda a manter a saúde da pele, reduzindo a inflamação e mantendo a hidratação.

Cuidados com a pele


Os cuidados com a pele são fundamentais para manter a saúde, a aparência e a vitalidade da nossa maior barreira de proteção. Uma rotina de cuidados bem estruturada pode ajudar a prevenir problemas de pele, promover a hidratação e minimizar os efeitos do envelhecimento. Aqui estão alguns passos essenciais para uma rotina de cuidados com a pele eficaz:

  • Limpeza: Lave o rosto com um produto de limpeza suave, adequado ao seu tipo de pele, de manhã e à noite. A limpeza remove impurezas, excesso de oleosidade e maquiagem, preparando a pele para os próximos passos.
  • Esfoliação: Esfolie suavemente a pele algumas vezes por semana para remover as células mortas e promover a renovação celular. Isso ajuda a manter a pele mais suave e com aparência saudável.
  • Tonificação: Use um tônico ou loção adstringente para equilibrar o pH da pele e prepará-la para a absorção dos produtos subsequentes.
  • Tratamentos: Aplique séruns, tratamentos específicos ou produtos com ingredientes ativos, como ácido hialurônico, retinol, vitamina C ou ácido salicílico, dependendo das necessidades da sua pele.
  • Hidratação: Use um hidratante adequado ao seu tipo de pele para manter a barreira cutânea, reter a umidade e prevenir o ressecamento. Hidratantes também podem conter ingredientes específicos para tratar preocupações como rugas, manchas e acne.
  • Proteção Solar: Aplique protetor solar diariamente, mesmo em dias nublados. Isso protege a pele dos danos causados pelos raios UV, prevenindo o envelhecimento precoce e reduzindo o risco de câncer de pele.
  • Evite toques excessivos: Evite tocar o rosto com as mãos sujas e evite espremer espinhas, o que pode causar inflamação e cicatrizes.
  • Hábitos Saudáveis: Mantenha uma dieta equilibrada, durma bem, gerencie o estresse e evite fumar. Esses fatores têm um impacto significativo na saúde da pele.
  • Consultas ao Dermatologista: Consulte um dermatologista regularmente para avaliações profissionais da sua pele, especialmente se você tiver preocupações específicas ou problemas persistentes.

Manter uma rotina consistente de cuidados com a pele ao longo do tempo pode resultar em uma pele mais saudável, radiante e resistente aos efeitos do envelhecimento e dos agentes externos.

Uso de medicamentos


O uso de medicamentos é uma parte essencial da prática médica para tratar uma variedade de condições de saúde, incluindo problemas de pele. Aqui estão algumas informações importantes sobre o uso de medicamentos para cuidar da saúde da pele:

Muitos medicamentos destinados ao tratamento de problemas de pele, como acne severa, infecções fúngicas ou dermatite, requerem uma prescrição médica. É importante consultar um dermatologista para obter um diagnóstico adequado antes de iniciar qualquer tratamento.

Ao usar medicamentos prescritos, siga rigorosamente as instruções do médico ou dermatologista. A dose, a frequência e a duração do tratamento são importantes para a eficácia e para evitar efeitos colaterais indesejados. Se você estiver enfrentando qualquer problema de pele, é aconselhável buscar orientação profissional para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Brindes exclusivos estão à sua espera no Dermaclub! Ao se cadastrar em nosso clube de vantagens você tem acesso a ofertas únicas e diversos benefícios exclusivos para membros e isso inclui ofertas com brindes gratuitos das marcas Vichy, La Roche-Posay, SkinCeuticals e CeraVe. Cuide da sua pele com os melhores produtos e ainda seja recompensado por isso. Junte-se ao Dermaclub hoje gratuitamente!

 

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Banner Dermaclub Seu Clube de Vantagens

Publicada em: 28 de Agosto de 2023

 

Image
 

palavra do dermatologista

DRA. TATIANA NOGUEIRA MATOS
CRM: BA16601

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, formada pela Universidade Federal da Bahia , realizou residência em clínica médica no Hospital Santo Antônio/ Ba e dermatologia na Universidade de Santo Amaro/ São Paulo. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos nacionais e internacionais para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.
 
 
 

palavra do dermatologista

Image

DRA. TATIANA NOGUEIRA MATOS
CRM: BA16601

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, formada pela Universidade Federal da Bahia , realizou residência em clínica médica no Hospital Santo Antônio/ Ba e dermatologia na Universidade de Santo Amaro/ São Paulo. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos nacionais e internacionais para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.
 
Orientation message
For the best experience, please turn your device