Main content

Manchas vermelhas na pele: dermatologista fala causas e como tratar

Manchas vermelhas: o que são, como surgem e como tratar? Veja as dicas de Dermaclub para cuidar da sua pele e rosto!
21 jul 2017

 Você percebeu recentemente uma mancha vermelha na sua pele, que surgiu acompanhada por algum sintomas como coceira, inchaço ou ardência? A verdade é que esses sinais podem aparecer por vários motivos, mas, geralmente, estão associadas a doenças como psoríase, micose, dermatoviroses e alergias. Para esclarecer melhor o assunto e entender os motivos das manchas vermelhas na sua pele, o Dermaclub entrevistou as dermatologistas Tatiana Matos e Marilu Tiuba, de Salvador, que indicaram as possíveis soluções para tratar essas marcas. Confira!

Índice

O que podem ser as manchas vermelhas na pele?


De acordo com a Drª Tatiana, existem muitas causas para o surgimento de manchas vermelhas na pele: “Desde uma dermatite atópica, ressecamento, infecção por fungos ou até mesmo doenças sistêmicas, como lúpus”, atenta. 

Se você perceber esse sintoma na sua pele, é importante nunca se automedicar e sempre procurar ajuda do dermatologista, que é quem pode identificar a causa, o tipo de mancha e o tratamento adequado.  

Como surgem as manchas vermelhas na pele?

As manchas de modo geral são comuns de aparecerem na pele, e elas podem ou não vir associada de algum outro problema, principalmente as manchas vermelhas. Sendo assim, essas são algumas causas que podem causá-las:

  • Doenças de pele
  • Exposição excessiva ao sol: Podendo causar manchas escuras.
  • Acne: Pode deixar manchas vermelhas e cicatrizes na pele após cicatrização.
  • Reações alérgicas: Que podem ser causadas por alimentos, produtos químicos ou até medicamentos.
  • Lesões traumáticas: acidentes acontecem a todo instante, as manchas comumente podem ser resultado de batidas, esbarrões e lesões de modo geral. 
  • Problemas de circulação: Costumam acometer partes específicas do corpo.


O que podem ser manchas vermelhas no corpo que não coçam?

As manchas vermelhas na pele, que podem variar em tamanho e forma, muitas vezes surgem sem sintomas associados, como coceira ou dor. Isso pode gerar angústia e preocupação, mas é crucial entender que essas manchas nem sempre indicam doenças que representam riscos à saúde. 

Por via das dúvidas, é altamente recomendável procurar um profissional da saúde para avaliar se elas sinalizam ou não algum problema e receber as orientações corretas sobre o tratamento adequado.


Mancha vermelha na pele do bebê, o que pode ser?

Manchas vermelhas na pele do bebê podem ser causadas por várias condições, algumas das quais são bastante comuns e inofensivas, enquanto outras podem exigir atenção médica. A seguir, vamos elencar algumas das possíveis causas:

  • Dermatite da fralda: Esta é uma das causas mais comuns de manchas vermelhas na pele dos bebês. É causada pela umidade e atrito da fralda contra a pele.
  • Eczema: Também conhecido como dermatite atópica, o eczema pode causar manchas vermelhas, secas e escamosas na pele do bebê. Pode ser desencadeado por alérgenos, irritantes ou mesmo mudanças climáticas.
  • Brotoeja: Esta é uma erupção cutânea que ocorre quando os poros das glândulas sudoríparas do bebê ficam bloqueados. Isso geralmente acontece em climas quentes e úmidos.
     

    Bebê com brotoeja

     

  • Infecções fúngicas: As infecções fúngicas, como a candidíase (sapinho), podem causar manchas vermelhas na pele do bebê.
  • Alergias: Se o bebê for alérgico a algum alimento, medicamento ou produto para a pele, ele pode desenvolver manchas vermelhas como reação.
  • Eritema tóxico: Esta é uma condição benigna que causa pequenas manchas vermelhas com um pequeno caroço branco ou amarelo no centro. Geralmente aparece nos primeiros dias de vida e desaparece por conta própria.
  • Roséola: Esta é uma infecção viral comum na infância que pode causar febre alta seguida por uma erupção cutânea de manchas vermelhas.

Se as manchas vermelhas na pele do seu bebê persistirem, se espalharem ou estiverem acompanhadas de outros sintomas como febre, irritabilidade ou perda de apetite, é importante procurar atendimento médico. O pediatra poderá diagnosticar a causa das manchas e recomendar o tratamento adequado.


Psoríase

A psoríase é uma condição cutânea crônica que se manifesta por meio de placas vermelhas, descamativas e de aspecto esbranquiçado na pele, frequentemente acompanhadas de coceira. Segundo o time de dermatos do Dermaclub, essa doença é mais comum em adultos e, apesar dos sintomas visíveis, não é contagiosa

É importante ressaltar que a psoríase é uma condição autoimune, ou seja, ocorre quando o sistema imunológico ataca erroneamente as células saudáveis do corpo.

O tratamento da psoríase requer uma análise minuciosa, pois cada caso é único e depende das características individuais de cada pessoa. O manejo dessa condição pode envolver medicamentos tópicos, fototerapia e, em casos mais graves, medicamentos sistêmicos. 

Pessoa com psoriase

Alergias

As alergias são reações do sistema imunológico a substâncias que geralmente são inofensivas para a maioria das pessoas. As alergias podem ter causas variadas e, geralmente, possuem manchas vermelhas como um dos sintomas. Alimentos como amendoim, frutos do mar e corantes, medicamentos e picadas de insetos podem ser responsáveis pelo surgimento de marcas avermelhadas na corpo. 

“Estas lesões podem surgir de forma pontual ou em placas, planas ou em alto relevo” contou. O tratamento varia de acordo com a intensidade e extensão do quadro e, assim, podem ser utilizados corticoides e antialérgicos.

Pessoa com alergia aplicando pomada

Micoses


As micoses são infecções causadas por fungos que podem se manifestar na pele através de manchas vermelhas, geralmente acompanhadas de coceira e descamação.  “As lesões causadas por fungos, em geral, são vermelhas, com coceira e descamação. No entanto, nem toda lesão é micose. É comum confundir com casos de psoríase, por exemplo. Por isso, é importante consultar um dermatologista e não se automedicar, a fim de investir no tratamento correto”, disse.


Câncer de Pele

A Dra. Marilu afirma que manchas vermelhas também podem sugerir sintomas de câncer de pele, como o carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular ou melanoma. “Deve-se ficar atento às lesões que sangram, ficam com irritação persistente ou sofrem mudança do seu aspecto inicial. Esse tipo de mancha costuma aparecer em áreas mais expostas ao sol, como braços, pernas e rosto”, contou. O diagnóstico e a abordagem terapêutica, nesses casos, podem ser decisivos no que diz respeito ao tratamento, principalmente, em quadros de melanoma.

Essas manchas costumam aparecer em áreas mais expostas ao sol, como braços, pernas e rosto e o diagnóstico precoce e a abordagem terapêutica adequada são decisivos para o tratamento, principalmente em quadros de melanoma, sendo o tipo de câncer de pele mais agressivo. Portanto, ao identificar qualquer alteração suspeita na pele, procure imediatamente um dermatologista para uma avaliação detalhada.


Dermatite atópica

A dermatite atópica é uma condição cutânea crônica de predisposição genética que se caracteriza por deixar a pele seca, com erupções que causam coceira, manchas vermelhas e crostas, sendo mais comum nas áreas de dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos. Essa doença não tem cura, mas pode ser controlada com o tratamento adequado.

Apesar de muitas pessoas terem receio, a dermatite atópica não é contagiosa. Além disso, essa condição é frequentemente associada à asma ou rinite alérgica, apresentando manifestações que podem variar. 

Lúpus

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), lúpus é uma doença autoimune muito rara que causa danos na pele, como as manchas vermelhas, mas que pode atingir os órgãos internos - como coração, pulmão, articulações, etc. Isso ocorre porque o sistema imunológico do paciente ataca erroneamente as células saudáveis do próprio corpo.


É importante ressaltar que o lúpus é uma doença crônica, ou seja, requer um tratamento contínuo e monitorado constantemente por um dermatologista para avaliar a atividade da doença. Portanto, ao identificar sintomas como manchas vermelhas na pele, principalmente nas maçãs do rosto e dorso do nariz, dor e inchaço principalmente nas articulações das mãos ou membranas que recobrem o pulmão e coração, é crucial procurar um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e orientação sobre o manejo adequado da doença.


Zika vírus ou Dengue


Segundo o time de dermatos do Dermaclub, essas doenças transmitidas por mosquitos apresentam uma série de sintomas que incluem febre, dor de cabeça e dores no corpo, mas também podem se manifestar na pele através de erupções cutâneas avermelhadas.

Essas manchas geralmente aparecem nos primeiros dias da infecção e podem se espalhar pelo corpo, mas é  importante ressaltar que, embora as manchas vermelhas possam ser um indicativo dessas doenças, elas não são exclusivas e podem ser sintomas de outras condições. 

Rubéola


A rubéola é uma doença infecciosa que pode se manifestar na pele através de manchas vermelhas. Essas manchas, também conhecidas como exantema, são um dos principais sintomas da rubéola e geralmente começam no rosto e se espalham para o resto do corpo.

As manchas vermelhas da rubéola são pequenas, muitas vezes acompanhadas de febre baixa e aumento dos gânglios linfáticos e embora essa doença seja geralmente uma doença leve em crianças e adultos, ela pode ter consequências graves se contraída por mulheres grávidas, especialmente no primeiro trimestre de gestação. 


Rosácea


A rosácea é uma doença inflamatória crônica da pele que se manifesta principalmente no rosto, e uma de suas características mais comuns são as manchas vermelhas que podem ser acompanhadas de pequenos vasos sanguíneos visíveis, inchaço e pele sensível.

Essas manchas vermelhas da rosácea geralmente aparecem nas bochechas, nariz, testa e queixo, e podem se agravar com fatores como calor, estresse e consumo de álcool. A rosácea não tem cura, mas seus sintomas podem ser controlados com tratamento adequado, tema esse que é muito abordado e aprofundado aqui no blog do Dermaclub.

Mulher com rosácea no rosto


Sarna


A sarna é uma infecção cutânea causada por um ácaro parasita, que provoca intensa coceira e manchas vermelhas na pele. Essas manchas são, na verdade, uma reação alérgica aos ácaros, seus ovos e suas fezes que geralmente aparecem em áreas onde a pele é mais fina e macia, como os pulsos, as axilas, entre os dedos e ao redor da cintura. 

A coceira costuma ser pior à noite e após o banho. A sarna é altamente contagiosa e pode se espalhar rapidamente através do contato físico direto.

Brotoeja


A brotoeja, também conhecida como miliária, é uma condição cutânea que se manifesta através de pequenas manchas vermelhas na pele. Segundo os dermatos do Dermaclub, essa condição ocorre quando os dutos das glândulas sudoríparas ficam bloqueados, impedindo a saída do suor pela nossa pele, o que provoca irritação e inflamação.

As manchas vermelhas da brotoeja geralmente aparecem em áreas do corpo onde há maior transpiração, como pescoço, axilas, tórax e virilha, podendo causar coceira e até mesmo uma sensação de picada ou ardência. Embora seja mais comum em bebês e crianças pequenas, também pode afetar adultos em climas quentes e úmidos. 

Catapora

A catapora, também conhecida como varicela, é uma doença infecciosa que se manifesta através de manchas vermelhas na pele. Segundo conta o time do Dermaclub, essas manchas são, na verdade, vesículas ou bolhas cheias de líquido, que surgem após um período inicial de febre e mal-estar.

As manchas vermelhas da catapora aparecem primeiramente no tronco, rosto e couro cabeludo, podendo se espalhar para todo o corpo. Além das manchas, a catapora costuma causar coceira intensa, é altamente contagiosa e pode se espalhar rapidamente através do contato direto com as lesões cutâneas ou por via aérea.


Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa que se manifesta através de manchas vermelhas na pele. Nossos dermatos chamaram atenção para o fato de que essas manchas são um dos principais sintomas da doença e geralmente aparecem cerca de três a cinco dias após o início dos primeiros sintomas, que incluem febre alta, tosse, coriza e conjuntivite.

As manchas vermelhas do sarampo começam no rosto e se espalham para o resto do corpo. Diferente de outras doenças do tipo, as manchas do sarampo tem uma característica única de se unirem, formando placas avermelhadas. 

É importante se atentar ao fato de que essa doença é altamente contagiosa e pode se espalhar rapidamente através de gotículas respiratórias, e a melhor forma de evitar essa doença é a vacinação. Atualmente o Brasil possui boa cobertura vacinal dessa doença e boa parcela da população tenha sido imunizada nas últimas décadas, portanto é importantíssimo checar a sua carteirinha de vacinação!


Má circulação sanguínea

A má circulação sanguínea pode se manifestar de diversas formas na pele, incluindo o aparecimento de manchas vermelhas. Essas manchas, também conhecidas como petéquias, podem surgir quando pequenos vasos sanguíneos (capilares) se rompem, resultando em sangramento sob a pele. Elas são mais comuns em áreas de maior pressão, como pernas e pés, mas podem aparecer em qualquer parte do corpo.

Além das manchas vermelhas, outros sinais de má circulação incluem inchaço nas extremidades, sensação de formigamento ou dormência, pele fria ao toque e varizes. É importante ressaltar que a má circulação pode ser um sintoma de condições médicas subjacentes mais sérias, como doenças cardíacas e diabetes, por isso a equipe Dermaclub indica que você procure um médico caso reconheça esses sintomas em si. 

Quais os tipos de manchas vermelhas perigosas?

Sempre é necessário verificar com um dermatologista o que realmente representa a mancha na pele, porém as manchas mais perigosas são as provenientes do melanoma que é mais conhecido como câncer de pele, criando lesões. 

As manchas vermelhas manchas mais claras, rosadas ou avermelhadas, também podem ser um sinal de melanoma amelanótico. Outros pontos de atenção são para as manchas escurecidas, manchas que causam coceiras ou incômodos e para manchas que mudam de forma.
 
Lembrando que toda mancha de pele deve ser avaliada por um dermatologista, pois um diagnóstico rápido auxilia no sucesso dos tratamentos para manchas perigosas como o caso do melanoma.   


Como tratar as manchas vermelhas na pele?

Os tratamentos para manchas na pele podem variar de caso para caso, a primeira medida a ser tomada é procurar um profissional para orientar quais os cuidados e diagnosticar qual o tipo de mancha. Alguns tratamentos incluem ácidos, laser e cremes, mas alguns produtos que podem auxiliar no tratamento a depender do tipo de mancha. Confira abaixo alguns passos que não podem ser esquecidos ou deixados de lado na hora de tratar essas manchas indesejadas na pele!  

1- Hidratação

A hidratação tem um papel importantíssimo no tratamento das manchas vermelhas na pele. Isso porque uma pele bem hidratada mantém a integridade da barreira cutânea, que é essencial para a proteção contra fatores externos e irritantes que já vimos que podem agravar e até causar essas manchas vermelhas. Além disso, uma pele hidratada favorece a renovação celular, o que pode ajudar a acelerar a recuperação das áreas afetadas e melhorar a aparência dessas manchas.

A Loção Hidratante CeraVe é uma excelente opção para manter a pele hidratada. Ela contém ceramidas e ácido hialurônico, ingredientes conhecidos por sua capacidade de reter a umidade e fortalecer a barreira cutânea. Com seu super potencial hidratante e protetor, ele ajuda a suavizar e melhorar a aparência das manchas vermelhas na pele.

O Creme Hidratante Corporal Cerave, além de oferecer todos os benefícios da Loção Hidratante CeraVe, possui uma textura mais rica e cremosa, ideal para áreas do corpo que precisam de hidratação extra. Sua fórmula também ajuda a restaurar a barreira protetora da pele, auxiliando na redução das manchas vermelhas.

Loção Hidratante e Creme Hidratante Cerave

O Effaclar Duo+M da La Roche-Posay é um tratamento completo que combina a ação anti-imperfeições e marcas de acne com um efeito clareador, perfeito para esses casos. Sua fórmula contém niacinamida, um ingrediente conhecido por sua ação anti-inflamatória e clareadora, que pode ajudar a reduzir a vermelhidão e uniformizar o tom da pele. Além disso, possui LHA e ácido salicílico, que promovem a renovação celular e ajudam a prevenir o surgimento de novas manchas.

2- Proteção solar

A proteção solar é um passo essencial no tratamento de manchas vermelhas na pele. A exposição ao sol sem a devida proteção pode agravar as manchas existentes e provocar o surgimento de novas, além do que, o sol pode causar ainda mais inflamação na pele, o que pode piorar as manchas vermelhas. Portanto, o uso diário de um protetor solar de amplo espectro é fundamental para prevenir e tratar as manchas vermelhas.

O UV-Pigment Control da Vichy é um protetor solar com cor que oferece alta proteção contra os raios UVA e UVB, além de possuir ação clareadora graças à presença do LHA em sua fórmula, um ativo que promove a renovação celular e ajuda a uniformizar o tom da pele. Com textura leve e toque seco, é ideal para todos os tipos de pele.

Já o Anthelios Ultra Cover da La Roche-Posay é um protetor solar com cor que oferece muito alta proteção solar e cobertura intensiva das imperfeições cutâneas. Sua fórmula contém água termal de La Roche-Posay, conhecida por suas propriedades calmantes e antioxidantes, e pigmentos minerais, que ajudam a uniformizar o tom da pele e disfarçar manchas vermelhas.


3- Uso de ativos uniformizadores de tom

Esses ativos clareadores atuam reduzindo a produção de melanina, o pigmento que dá cor à pele, ajudando a clarear as manchas e uniformizar o tom da pele. Além disso, muitos desses ativos possuem propriedades anti-inflamatórias, que podem ajudar a reduzir a vermelhidão e a inflamação associadas às manchas. 

Nesse sentido, o Mela B3 da La Roche-Posay é um sérum que combina Melasyl™, um ingrediente exclusivo que ajuda a reduzir visivelmente as manchas escuras, com 10% de niacinamida, uma forma de vitamina B3 conhecida por sua capacidade de descolorir a pele. Este produto foi formulado para corrigir visivelmente até mesmo as manchas mais difíceis da pele, respeitando o tom natural da pele e proporcionando resultados duradouros.

No Dermaclub, você encontra esses e mais outros produtos super indicados por dermatologistas do mundo inteiro! Além disso, a cada compra, você ganha pontos que podem ser trocados por novos produtos. Aproveite essa oportunidade e faça suas compras agora mesmo!


Como evitar manchas vermelhas na pele?

Manchas vermelhas na pele podem ser causadas por uma variedade de fatores, conforme citamos anteriormente. Essas são algumas dicas para prevenir manchas vermelhas na pele:

  • Proteja-se do sol: A exposição excessiva ao sol pode causar danos à pele, levando a manchas vermelhas e outros problemas de pele. Use sempre protetor solar com um FPS alto, use chapéus e roupas de proteção solar e tente evitar o sol durante as horas mais quentes do dia.
  • Mantenha a pele limpa: Lave sua pele duas vezes ao dia com um limpador suave para remover sujeira, óleo e bactérias que podem entupir os poros e causar acne.
  • Hidrate a pele: Manter a pele hidratada pode ajudar a prevenir a secura e a irritação que podem levar a manchas vermelhas. Use um hidratante sem óleo que não obstrua os poros.
  • Evite irritantes: Alguns produtos de beleza e cuidados com a pele contêm ingredientes que podem irritar a pele e causar manchas vermelhas. Procure produtos que sejam hipoalergênicos e livres de fragrâncias e corantes.
  • Coma uma dieta saudável: Uma dieta rica em frutas, vegetais, proteínas magras e grãos integrais pode ajudar a manter a saúde da pele no geral e prevenir problemas de pele.
  • Beba bastante água: A água ajuda a manter a pele hidratada e mantê-la saúdavel de uma maneira geral.
  • Não esprema ou cutuque a pele: Isso pode irritar a pele e causar cicatrizes e manchas vermelhas.
  • Consulte um dermatologista: Se você está lutando contra manchas vermelhas na pele, um dermatologista é a opção ideal para ajudar a determinar a causa e sugerir tratamentos eficazes.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Banner clube de vantagens Dermaclub


 

Publicada em: 21 de Julho de 2017
Modificada em: 23 de Maio de 2024

 


Image

 

palavra do dermatologista

DRA. MARILU TIÚBA
CRM: 15146

Graduada pela Escola Bahiana de Medicina e especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Sempre atualizada, participa de diversos congressos nacionais e internacionais.

 

 

 

palavra do dermatologista

Image

DRA. MARILU TIÚBA
CRM: 15146

Graduada pela Escola Bahiana de Medicina e especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Sempre atualizada, participa de diversos congressos nacionais e internacionais.
 
Orientation message
For the best experience, please turn your device